As mudanças que o mundo tem passado em 2020 aceleraram as tendências por mais flexibilidade e mobilidade no local de trabalho. Isso significa que há um enorme desafio pela frente para os imóveis comerciais.

Um estudo feito pela JLL estima que 30% de todos os escritórios globalmente seja flexível de alguma forma até 2030. É esperado que o design dos escritórios continue a evoluir e tenha um papel ainda maior na promoção do bem-estar e da produtividade.

O objetivo da flexibilidade é fornecer aos trabalhadores opções que os ajudem a atender às suas demandas pessoais e profissionais, ao mesmo tempo que apoiam suas aspirações de carreira.

Nesse cenário, os executivos do setor imobiliário corporativo terão que navegar em um mundo mais complexo, aplicando soluções de espaço de trabalho em um espectro mais amplo de escolha, de espaço sob demanda a ativos mais tradicionais alugados ou próprios.

Flexibilidade em Imóveis Comerciais

Adaptação

A pandemia do Coronavírus está colocando pressão sobre os inquilinos, mas também tornando difícil para eles conhecerem exatamente as suas necessidades a médio prazo. Essa mudança está impulsionando a preferência por espaços de coworking ao invés dos imóveis comerciais tradicionais, já que nesses espaços os contratos são mais flexíveis e não tem necessidade de comprometimento a longo prazo, seguro fiança e outras burocracias.

O escritório continua sendo uma parte fundamental da cultura corporativa, mas à medida que mais empresas adotam ecossistemas corporativos mais distribuídos, a flexibilidade será a chave para a satisfação dos funcionários. Ao atrair e apoiar os melhores talentos, os formatos mais flexíveis têm o potencial de fortalecer as organizações e impulsionar o crescimento.

Descentralização

Para diminuir a densidade de seus locais de trabalho e apoiar programas de incentivo ao trabalho remoto, a maioria das grandes empresas está reconsiderando cuidadosamente a logística de suas equipes e as necessidades de seus imóveis comerciais.

A expectativa é uma mudança em direção a um modelo de hubs com escritórios mais próximos de onde as pessoas moram. Esses locais distribuídos podem ser facilmente instalados em espaços de coworking contratados conforme a necessidade específica de cada região.

Produtividade

Embora a capacidade de trabalhar em casa esteja se tornando perfeitamente possível, manter a produtividade fora do escritório pode ser difícil a longo prazo e os desafios enfrentados muitas vezes podem tornar o trabalho em casa uma escolha menos ideal.

As empresas estão deixando de enxergar o escritório como linha de despesa em uma planilha e passando a ver como um motor estratégico de transformação e desempenho dos funcionários. O foco será de manter os escritórios centrais que agreguem a cultura da empresa e resultem em melhores resultados financeiros no fim das contas.

Grandes Empresas

Escritórios Centrais

Os escritórios centrais estão se tornando cada vez mais um local de colaboração, conexão, inovação e interação social. O desejo por essas características não diminuiu.

Entretanto, os empregadores estão procurando soluções mais simples que economizem custos, reduzam o tempo de deslocamento e apoiem a boa saúde. Dessa forma, no longo prazo muitas grandes empresas podem ter menos demanda por longos aluguéis e estarão menos interessadas em possuir ativos.

Benefícios para funcionários

A lista de empresas que agora usam espaços de coworking está crescendo rapidamente. Algumas utilizam esses espaços conforme a necessidade, como para reuniões ou espaços para eventos maiores, enquanto outros já oferecem vouchers de coworking como parte da remuneração total de seus funcionários.

Para manter o moral alto e atrair novos funcionários, pode ser necessário oferecer uma solução mais flexível que permita às pessoas trabalharem como e onde quiserem e o coworking oferece essa flexibilidade.

Necessidade de Investimento

Sem estar vinculado a um contrato de longo prazo, o modelo de coworking permite que as empresas adicionem ou subtraiam o número de mesas que ocupam, o que simplifica tanto a contratação quanto o dimensionamento se comparado ao modelo tradicional em imóveis comerciais.

Esses espaços fornecem o máximo em agilidade para equipes em crescimento que atendem perfeitamente às necessidades de cada empresa em seu estágio particular de desenvolvimento. De modo geral, as empresas não precisam se preocupar com despesas de CAPEX ou OPEX, além da própria economia de custo.

Segurança da Informação

Trabalhar em casa também traz alguns perigos que muitas empresas ainda não consideraram, como por exemplo o descarte adequado de materiais confidenciais impressos e a falta de segurança na rede doméstica.

A segurança é crítica para os negócios e deve ser cuidadosamente planejada.

Coworking x Imóveis Comerciais

Mercado de Coworking

Com mais de 20.000 espaços de coworking já estabelecidos no mundo, o boom do coworking na última década pode ser identificado principalmente nos grandes centros urbanos.

No entanto, os especialistas estão prevendo que até 30% da força de trabalho global estará trabalhando remotamente vários dias por semana até o final de 2021. Essa tendência não apenas reforça a importância da flexibilidade, mas também marca um fenômeno emergente: o coworking está se movendo nas grandes cidades e nos subúrbios.

Além disso, a pandemia mudou a visão das pessoas sobre os centros das cidades, tornando-os menos desejáveis. Com quase todas as empresas (e economias) no mundo repensando suas estratégias de local de trabalho, os mercados em bairros longe do centro e em cidades menores estão se tornando cada vez mais ideais para espaços de coworking.

Lucratividade

A lucratividade nesses tipos de espaços de coworking é impulsionada pela alta densidade de assentos e serviços adicionais. Somado a isso, os operadores que possuem seus imóveis ou que firmaram acordos de parceria com proprietários e investidores estão mais propensos a ter melhores resultados.

Foi visando esse mercado crescente que moldamos o nosso modelo de franquia, buscando oferecer uma solução mais adequada para os imóveis comerciais. Nosso know-how permite que espaços antes ocupados por uma única grande empresa, agora sejam ocupados por dezenas de empresas menores.

Além de aumentar os lucros, a diversificação das receitas e o modelo dos contratos de prestação de serviços em vez do modelo convencional e burocrático do aluguel resultam em um fluxo constante de recebimentos com baixo risco de inadimplência.

Quer saber mais sobre como podemos ajudar a sua empresa com serviços de escritório sobre demanda? QUERO CONHECER OS SERVIÇOS!

Quer ser dono de um negócio e se estabelecer nesse mercado em forte crescimento? QUERO SER UM FRANQUEADO!

Parabéns! Sua organização foi bem-sucedida no trabalho remoto e se estabeleceu em uma nova rotina. Agora, é hora de começar a se preparar para o retorno aos espaços de trabalho.

Por mais que a adoção do home office tenha sido rápida e compulsória, a expectativa é que o sucesso desse modelo seja visto como uma alternativa para as empresas que já começaram a rever as suas necessidades. Entretanto, nem todos conseguem ser produtivos 100% do tempo em casa e um escritório oferece um ambiente colaborativo, com um senso de unidade e propósito, que inevitavelmente está ausente no trabalho remoto .

Precisamos de contato social para crescer, aprender, permanecer engajados e com boa saúde mental, e embora a tecnologia nos ajude em períodos de isolamento forçado, existe um desejo crescente de estar com os outros pelo estímulo que somente a interação física fornece.

Entretanto, nosso retorno ao antigo local de trabalho pode ser apenas um sonho do passado. O mundo já mudou e é daí que surge a necessidade urgente dos espaços de trabalho adequados à essa nova realidade que vamos abordar nesse artigo.

Espaços de Trabalho Híbridos

Tamanho dos Escritórios

Grandes escritórios deixarão de existir e as empresas manterão escritórios menores como “hubs” centrais. Haverá mais trabalho em casa ou fora do escritório e os funcionários visitarão os escritórios centrais para reuniões presenciais e realizar trabalhos que não podem ser executados remotamente.

O local de trabalho será híbrido para que as pessoas possam trabalhar de qualquer lugar e as empresas que adotarem essa estrutura dispersa e ágil, terão uma vantagem significativa sobre os players mais tradicionais.

Além disso, sem necessidade de um grande escritório central, os requisitos de contratação das organizações mudarão e a guerra por talentos não terá mais limite geográfico.

Flexibilidade no Contratos

Os modelos de negócios evoluem e certamente veremos ocupantes em escritórios tradicionais buscando maior flexibilidade em seus contratos de aluguel. A escolha de um espaço de trabalho que facilite no momento de reduzir ou aumentar o tamanho a curto prazo é fundamental, permitindo por exemplo que eles reduzam suas despesas fixas mais rapidamente em caso de recessões futuras ou ainda expandindo mais rapidamente com a retomada do crescimento econômico.

Com um contrato flexível, eles podem ter também espaços satélites, necessários para proporcionar a seus funcionários um ambiente de trabalho seguro perto das suas casas. A flexibilidade torna-se uma excelente alternativa para um plano de contingência durante esse período de adaptação.

Layout dos Espaços de Trabalho

É fundamental para o sucesso de nossos negócios e instituições que o nosso local de trabalho se adapte às mudanças, juntamente com o mundo em mudança. As grandes plantas abertas, projetadas para maximizar a capacidade de assentos talvez não funcionem mais e os impactos à saúde humana de nossas escolhas devem estar entre as principais considerações.

Considere paredes ou divisórias móveis para redesenhar os espaços de maneira a atender às necessidades atuais, mas que podem ser convertidos novamente conforme as coisas se modifiquem. Os espaços em que os membros da equipe precisam colaborar com os membros externos exigirão não apenas necessidades tecnológicas novas e diferentes, mas também necessidades acústicas diferentes.

Talvez essas preferências resultem em um aumento das áreas comuns, não apenas espaços para reuniões e brainstorming, mas lugares para socializar e colaborar, permitindo as interações que todos desejamos hoje em dia.

Escritório Virtual

Os planos virtuais, nos quais nenhuma presença física é necessária, se tornarão ainda mais presentes. Além de econômico e flexível, há vários benefícios na escolha de um escritório virtual.

Embora as equipes trabalhem em casa, as empresas se beneficiam dos serviços para ajudar nas suas rotinas diárias. Entre eles estão os serviços de recepção, endereço para divulgação comercial, endereço para registro de CNPJ, gestão de correspondências e até secretárias remotas.

Segurança dos Espaços de Trabalho

Um impacto direto do Coronavírus é o aumento do grau de segurança nos espaços de trabalhos das equipes. Para ter sucesso neste desafio, serão necessárias medidas eficientes, com papéis e responsabilidades bem definidas, e também uma comunicação clara sobre quais são as diretrizes e o que esperar de cada uma. Só assim todos poderão confiar que o escritório é um local seguro para trabalhar.

Transporte Público

Trabalhar perto de casa será fundamental para evitar que as pessoas precisem se aglomerar em transportes públicos para se dirigir ao trabalho. Nesse cenário os espaços de coworking se apresentam com uma grande alternativa, tendo em vista que muito provavelmente existe um perto da casa de cada um dos membros da sua equipe.

Limpeza do Escritório

Além do reforço nas limpezas diárias dos escritórios, devemos disponibilizar os produtos de higiene e desinfetantes em todas as salas de reunião e áreas comuns para uma rápida limpeza das superfícies e das as mãos, é claro. Será importante também desinfetar regularmente os espaços de trabalho com equipes especializadas.

Cuidado Pessoal

O cuidado preventivo é agora a chave para reduzir a probabilidade de contágio. Cada pessoa deverá assumir a sua parcela para contribuir com a segurança coletiva. Será importante que cada um tenha o seu próprio “arsenal de saúde” durante o trajeto diário e no local de trabalho. Outra medida importante é seguir as recomendações de higiene, como lembrar de limpar os nossos telefones regularmente.

Na maioria dos prédios da Ásia, estão verificando automaticamente a temperatura na entrada, e isso provavelmente acontecerá em diversos locais, conforme a tecnologia se torne mais acessível. À medida que essa prática se torna comum, os funcionários podem até começar a verificar a sua própria temperatura em casa todos os dias antes de ir para o escritório.

Pontos de Contato

Uma reformulação cuidadosa do local de trabalho pode incluir outras medidas, como torneiras ativadas por sensor e até leitores de cartão com abertura automática nas portas, o que reduziria o risco de infecção se espalhar pelo contato físico. Uma outra alternativa é deixar portas de entrada e saída podem abertas durante todo o dia para reduzir pontos de contato repetitivos.

Mesas de Trabalho

Para escritórios onde as pessoas têm mesas fixas, o ideal seria adotar uma política de “mesa limpa”, exigindo que os funcionários guardem pertences ou outros itens pessoais. Tradicionalmente, os serviços de limpeza são avisados ​​para não mexer nas mesas com pilhas de papel, deixando-as sujas e consequentemente com maior risco.

Respirar Ar Limpo e Fresco

O ar que respiramos tem muito a ver com a nossa saúde. Por isso, é importante que os espaços de trabalho tenham ar condicionado individual ou setorizado com filtros adicionais, diminuindo o risco de respirar o ar infectado. Também é recomendável que tenha locais ao ar livre para dar um refresco ao longo do dia para as pessoas que frequentam o escritório.

Iluminação

A iluminação dos ambientes pode ser adaptada com lâmpadas UV que fornecem benefícios desinfetantes, mas com luz visível e segura, inofensiva aos seres humanos.

Redução do Contato

Entre as medidas podemos incluir o aumento da distância entre as mesas, incluir barreiras entre elas ou modificar o layout para que um não sente de frente para o outro. Evitar o compartilhamento de mesas entre diversas pessoas, deixando-as fixas por enquanto e ainda podemos esperar que os tamanhos das reuniões sejam limitados e que sejam criadas zonas de segurança nas áreas comuns.

Trabalhar em turnos para evitar que todos cheguem ao escritório ao mesmo tempo também pode ser uma alternativa eficiente, assim como pode ser útil fornecer dicas para todos como por exemplo aguardar caso já houver duas pessoas no elevador.

Visitantes

O ideal é evitar visitas e quando necessário, realizar agendamento prévio para evitar muitas pessoas chegando ao mesmo tempo. No caso de espaços de coworking uma alternativa é realizar um tour virtual 3D ou via alguma outra ferramenta de vídeo conferência para apresentar os espaços de trabalho.

As políticas de retirada de correspondências podem envolver áreas separadas para entrega sem contato e podem ser incluídos quiosques de autoatendimento nas recepções, reduzindo a interação humana e limitando a exposição.

Horário de Almoço

Dependendo do tamanho da sua organização, os turnos programados para o almoço podem aliviar o agrupamento de pessoas em torno do micro-ondas e lava-louças. O primeiro turno come e limpa as superfícies antes que o segundo turno chegue, e assim por diante.

Faça um Plano para Volta aos Espaços de Trabalho

Todo mundo está ansioso para voltar ao normal, mas é importante organizar quanto e como voltaremos. Pode haver pessoas cujas funções são mais adequadas para trabalhar remotamente por mais algum tempo ou outros que enfrentaram dificuldades para trabalhar de casa.

É importante entender as necessidades de cada um enquanto mantém as bases para uma volta segura. Portanto, é fundamental equilibrar as necessidades individuais e empresariais para que tudo seja feito no tempo certo.

Esta é uma oportunidade única de permanecer aberto a novas maneiras de trabalhar, abraçar o que está funcionando bem e fazer um balanço de como esse evento não planejado e sem precedentes pode moldar o futuro do seu local de trabalho.

E não deixe de nos contactar caso precise de ajuda para adequar o seu escritório próprio ou de uma plano de contingência para a sua empresa.

Um espaço de coworking está se tornando uma alternativa para profissionais autônomos ou empreendedores que iniciaram a operação do negócio há pouco tempo. Obviamente, o uso de um escritório compartilhado significa ter um mix de informações diferentes e uma gama inimaginável de networking.

A troca de ideias, informações e experiências é vista com bons olhos por muitas pessoas. Entretanto, aquelas que se distraem facilmente enxergam esses aspectos como um grande empecilho da produtividade.

Mas, não devemos ver essas situações como pontos para desistir de frequentar esses espaços. Existem medidas simples e eficazes para solucioná-los e transformar o ambiente, deixando-o produtivo e funcional.

Interessou-se? Então, continue a leitura deste artigo e conheça 5 dicas para melhorar o trabalho num espaço de coworking.

1. Use alguns acessórios

O uso de alguns acessórios pode ser fundamental para que você consiga se concentrar em suas tarefas sem se preocupar com o que os demais coworkers estão fazendo.

Uma alternativa interessante em locais muito movimentado e barulhento (o que é normal, pois as pessoas conversam constantemente entre si, pelo telefone, em conference calls, etc.) é a utilização de fones de ouvido. Eles são amplamente utilizados para aumentar a concentração, pois conseguem abafar o ruído externo. Vale a pena fazer o teste!

Além da utilização dos fones de ouvido, procure deixar seu celular de lado. As redes sociais são um atrativo e tanto para tirar nossa atenção.

Contudo, realizar pequenas pausas durante o trabalho, será de grande valia para aumentar a sua capacidade de concentração. Durante as pausas, verifique o seu celular e as redes sociais.

2. Organize-se

Mesmo que um espaço de coworking seja conhecido por sua irreverência e por caracterizar ambientes descontraídos e diferentes de um escritório convencional, a organização é um conceito que deve permanecer.

Analise a sua mesa. Todos os equipamentos dispostos são úteis? Papéis, canetas, blocos de anotações e outros itens são utilizados? Você realiza faxinas periódicas?

Avalie estes pontos, reorganize o seu espaço de trabalho, descarte tudo que é desnecessário e veja como a sua mente trabalha melhor em um ambiente organizado. Outra prática que deve se tornar recorrente é a limpeza. Verifique o estado da tela do seu computador, do mouse e do teclado. Limpá-los de vez em quando é necessário.

3. Planeje o seu dia

O planejamento é uma das práticas mais valiosas que um profissional pode ter, seja em um espaço de coworking, em trabalhos home office ou em escritórios convencionais.

Planejar a execução das atividades será extremamente útil para o gerenciamento do seu tempo e, principalmente, para o controle da produtividade. Para isso, use a tecnologia a seu favor. Já existem aplicativos, extensões para navegadores e, até mesmo, funcionalidades disponíveis em serviços de e-mail que podem auxiliá-lo a planejar o seu dia.

Essa é uma das principais maneiras de definir as tarefas prioritárias. Escolha a ferramenta que mais se adéqua ao seu perfil e comece já! Não deixe para depois.

4. Propicie a ergonomia

A ergonomia é a utilização de posturas corretas na relação homem-máquina, no sentido físico. Então preocupe-se com a altura de sua cadeira, da mesa, a posição de seus braços, entre outras coisas.

A produtividade será diretamente afetada, além de evitar problemas futuros, como LER (Lesão por Esforço Repetitivo), dores nas articulações e ossos.

Portanto, antes de escolher o seu espaço de coworking avalie, criteriosamente, à disposição e a qualidade do mobiliário, garantindo que ele possa ser ajustado de acordo com as suas características.

5. Dê o seu toque pessoal

O seu toque pessoal pode ser um grande diferencial em um espaço de coworking. Por mais que algumas pessoas considerem itens decorativos como uma fonte de distração, alguns deles podem ser utilizados.

Um porta retrato lembrando de sua família ou do seu hobby pode ser fundamental para levantar o seu astral e aumentar a sua produtividade. A combinação de elementos profissionais e pessoais é uma excelente alternativa para mostrar a todos que um dos seus objetivos é aliar a vida pessoal à vida profissional.

E aí, gostou do nosso artigo? O que achou das dicas para melhorar o trabalho num espaço de coworking? Deseja estar por dentro de outros assuntos como este? Então, assine nossa newsletter e passe a recebê-los em primeira mão.

Os espaços de coworking estão ganhando o mercado atual, mais focado no trabalho flexível e compartilhamento de ideias das startups e novos empreendimentos. Os benefícios de usar esses ambientes são muitos, desde a troca de experiência com outros empreendedores ao uso compartilhado da infraestrutura de trabalho, como salas para conferência, entre outros.

Pensando nisso, neste post reunimos as principais informações sobre os espaços de coworking e como usá-los para realizar eventos da sua empresa. Confira!

O que são espaços de coworking?

Os espaços de coworking podem ser definidos como ambientes de trabalho compartilhados, ou seja, locais onde diversos empreendedores podem realizar suas atividades. Como o espaço é compartilhado, o custo do seu uso para cada empreendedor é menor, sendo uma ótima oportunidade para quem está começando um negócio.

Esse modelo tem ganhado mais destaque com o crescimento do empreendedorismo e novas formas de trabalho, como freelancers e startups, em que o ambiente empreendedor é muito valorizado. Nele, as pessoas estão interessadas na troca de experiências e conhecimentos que acontece no local, na inovação e criatividade e não só na economia da estrutura.

Normalmente, sua estrutura conta com um espaço com balcões e mesas longas onde os empreendedores podem sentar e usar seus computadores. Também são oferecidas salas privadas para as empresas maiores, salas de conferência compartilhadas e, em alguns casos, auditórios.

Como utilizar o espaço?

O uso do ambiente depende das regras de cada local. Existem espaços gratuitos, onde qualquer empreendedor pode trabalhar. Entretanto, a maioria cobra pelo uso, como forma de manter seu funcionamento.

É possível pagar por mensalidade ou período de uso. Também é possível alugar uma sala dedicada para a empresa e salas de conferências, reuniões e auditórios para a realização de eventos.

Quais as vantagens de fazer eventos nesses espaços?

Infraestrutura

A primeira vantagem em alugar espaços de coworking para a realização de eventos da sua empresa é o acesso aos recursos existentes, tais como mesas, cadeiras, ar-condicionado, projetores e outros equipamentos necessários para executar um evento de qualidade.

Redução de custos

Como toda a infraestrutura já é fornecida pelo local, a empresa não precisa se preocupar com essas despesas. Isso reduz os custos do evento e o tempo gasto em sua organização.

Ambiente empreendedor

Como mencionamos, o modelo de coworking é muito buscado por possibilitar a troca de informações e experiências entre empreendedores. Isso pode ser usado no seu evento, convidando as pessoas que frequentam o local para participar e divulgar essa informação para seu público.

Como realizar um evento em espaços de coworking?

Planejamento do evento

O primeiro passo na elaboração de qualquer evento é seu planejamento. Para isso, defina:

  • objetivo do evento;
  • público-alvo;
  • número de pessoas esperado;
  • programação;
  • infraestrutura necessária.

Com essas informações em mãos, crie um cronograma de execução. Dessa forma, todas as atividades possuem prazos e seu evento acontecerá sem erros.

Levantamento de opções de coworking disponíveis

Com as informações de infraestrutura e número de pessoas previsto, você deve buscar espaços de coworking que atendam às suas necessidades. Liste pelo menos 3 opções a fim de fazer uma avaliação mais detalhada por meio de uma visita. Compare valores e benefícios antes de escolher.

Preparativos

Não se esqueça de conferir os preparativos para seu evento, como as exigências de palestrantes, buffet para os participantes, entrega de brindes e outras comodidades necessárias.

Divulgação

Por fim, tenha um plano de divulgação para seu evento. Use os canais que seu público-alvo utiliza diariamente, a fim de ter maior retorno sobre os investimentos realizados.

Além disso, não se esqueça de informar ou até mesmo convidar as pessoas que trabalham diariamente no espaço de coworking, a fim de não receber reclamações e aumentar seu público.

Gostou dessas dicas de como fazer eventos em espaços de coworking? Então assine nossa newsletter para receber mais conteúdos como esse no seu e-mail!

Em tempos de evoluções tecnológicas cada vez mais rápidas, ter criatividade e inovação para algumas empresas deixou de ser um diferencial para se tornar questão de sobrevivência. Pode parecer exagero, mas a taxa de mortalidade das microempresas antes do 2º ano passa dos 45%, de acordo com estudo do Sebrae. E a falta de atualização e inovação foi apontada como um dos principais motivos para isso.

Para não fazer parte dessa temida estatística, as empresas que usam um coworking têm uma bela vantagem. Neste post, vamos mostrar como compartilhamento de escritório é vantajoso para a criatividade e inovação da sua empresa. Acompanhe:

Quais são os benefícios do uso do coworking

O coworking é uma tendência mundial no mundo dos negócios. Ele surgiu da necessidade das empresas de reduzirem os custos fixos para manterem suas atividades.

O compartilhamento de infraestrutura tem uma série de benefícios, principalmente para profissionais autônomos e empresas com poucos funcionários. A economia financeira é o benefício mais buscado por quem opta pelo coworking, mas não é o único que acabam recebendo.

Outro benefício bastante percebido pelas empresas que usam uma infraestrutura compartilhada é o aumento de parcerias e networking. Ao compartilhar o mesmo espaço de trabalho com outras empresas, uma conversa de corredor pode acabar em um bom negócio, por exemplo.

Como o coworking ajuda na criatividade e na inovação

Por se tratar de um espaço compartilhado entre várias empresas, em uma mesma sala você pode estar sentado com gente de áreas de conhecimento completamente diferente da sua.

Além disso, são pessoas com vários sonhos, personalidades, histórias de vida… Toda uma diversidade reunida bem ao seu alcance. Então por que não aproveitar? A seguir, vamos dar algumas dicas de como fazer isso:

Converse com as pessoas das outras empresas

Temos a tendência de conversarmos apenas com nossos pares. Mas isso é muito limitado diante da grande possibilidade de novos assuntos que temos em um coworking.

Aproveite os momentos de pausa para o café para puxar conversa com a pessoa que está ao seu lado. Ela pode lhe dar insights incríveis apenas por enxergar uma situação de outra perspectiva.

Fique atento aos assuntos discutidos dentro da sala

Sabemos que não é nada educado ouvir a conversa alheia, mas, nesse caso, não é bem assim.

Em uma sala compartilhada, é difícil afirmar que uma conversa em tom de voz normal entre 2 pessoas seja um assunto particular. Algumas vezes, podem ser notícias interessantes ou mesmo a discussão sobre um tema para lá de relevante.

Esteja atento, pois em algum momento o assunto pode ser do seu interesse!

Participe das confraternizações

Por mais que o coworking seja um ambiente diferente de uma empresa tradicional, ele ainda é um local de trabalho. E isso acaba limitando alguns assuntos e o tempo de cada conversa.

Assim como qualquer local de trabalho, as pessoas estão sempre marcando reuniões fora do expediente para dar uma relaxada.

Participar dessas reuniões informais ajuda diversificar os assuntos das conversas e promover uma interação melhor entre as pessoas, além de ajudar a abrir a mente para outros pontos de vista.

O coworking é um espaço fértil e propício para a criatividade e inovação. Basta estar aberto a esta possibilidade.

Se você quer saber mais sobre o coworking e como ele pode ajudar a sua empresa, entre em contato com a Coworking Town!

Empreender tem sido uma importante solução para aqueles que querem maior independência financeira, bem como superar o momento de crise econômica. E com uma boa ideia e planejamento estratégico é possível conquistar o sucesso na área desejada.

Novos negócios precisam de um ambiente favorável para sobreviverem. Afinal, em um país no qual 60% das empresas fecham antes de 5 anos de existência, é importante fazer tudo que for possível para não permitir que uma boa sacada morra antes da hora.

Uma opção eficiente é abrir uma empresa que já utilize coworking. Veja porque isso é necessário:

Abrir uma empresa em um lugar com toda a infraestrutura necessária

O coworking oferece de imediato toda a infraestrutura necessária para a abertura de um negócio. Inclui-se nesse rol:

  • internet de alta velocidade;
  • móveis essenciais (mesas, cadeiras, escrivaninhas etc.);
  • impressoras e máquina de xerox;
  • sala de reuniões com projetor e televisão;
  • telefone;
  • local para refeições;
  • armário individual.

Isso permite começar as suas atividades mais rapidamente, fazendo com que você tenha o retorno do seu trabalho de forma mais ágil, direcionando suas energias para outros setores do planejamento de abertura da empresa.

Economizar com a aquisição de itens para o funcionamento

Com isso também há uma vantagem importante: a economia na compra de itens de infraestrutura, que normalmente são bastante dispendiosos.

Abrir uma empresa já envolve uma série de gastos, tais como:

  • registro de CNPJ e escolha de regime tributário;
  • aquisição de equipamentos que pertencerão a empresa (como computadores, por exemplo);
  • contratação de funcionários;
  • produção de material de divulgação;
  • criação de identidade da marca;
  • investimento em marketing digital etc.

Economizar na compra de materiais como móveis e impressoras permite direcionar esforços para esses outros itens, bem como investir em outras áreas importantes.

Ter uma experiência diferenciada em um coworking

Abrir uma empresa em um coworking proporciona uma experiência diferenciada de um ambiente próprio. Afinal, são diversas pessoas de diferentes negócios, nas mais diversas áreas trabalhando no mesmo lugar.

A troca de conhecimentos, bem como o ambiente colaborativo de um espaço desses pode ser bastante agregador.

Por exemplo, visualizar um novo modelo de negócios implantado por algum parceiro que esteja no local poderá servir de exemplo, ajudando a se inspirar e permitir melhorias importantes para sua nova empresa. Algo bem desejável, não é mesmo?

Conseguir networking e parcerias com maior facilidade

Essa experiência diferenciada ajuda a melhorar seu networking mais facilmente. Isto porque é comum ter uma série de outros empreendedores com mentalidades diferentes que poderão ajudá-lo constantemente.

Eles podem se tornar, futuramente, investidores, parceiros e, também, indicando clientes para você. Por exemplo, se você trabalha com TI, um colaborador que exerça atividades na área de marketing poderá encaminhar um cliente dele para buscar soluções importantes para o negócio com você. Nisso todos saem ganhando.

Além disso pode-se estabelecer parcerias de atuação importantes nesses locais, bem como estabelecer amizades frutíferas que renderão coisas boas não só na área profissional, mas também no quesito pessoal.

O que acha dessa possibilidade? Bastante agregadora, não é mesmo? Abrir uma empresa em um coworking pode ser o diferencial para torná-la competitiva e bem-sucedida. Se interessou por isso? Entre em contato com a Coworking Town e tire todas as suas dúvidas com nosso atendimento.

Montar uma estrutura física e manter um escritório full-time pode ser um grande desafio para pequenas e médias empresas — especialmente se elas estiverem no início de suas operações ou em momentos de extrema incerteza. Os custos mensais — como o aluguel, por exemplo — nem sempre compensam o investimento. Por isso, o hot desking pode ser uma alternativa interessante para os empreendimentos que desejam reduzir despesas e ter mais flexibilidade.

Mas afinal, o que é hot desking? Neste artigo, vamos explicar o que é e quais são os benefícios dessa prática. Além disso, vamos dar algumas dicas para aplicar o conceito na empresa. Confira!

Entenda o que é hot desking

O hot desking consiste basicamente em estações de trabalho livres. Ou seja: as estruturas do escritório são divididas por diversas pessoas de empresas diferentes. As mesas não são designadas a um único funcionário e são ocupadas por ordem de chegada ou outro critério adotado pelos responsáveis do espaço.

Essas estruturas são oferecidas por espaços de coworking. Empresários, profissionais autônomos e freelancers podem contratar um pacote de horas para garantir o espaço — assim, sempre haverá uma estação de trabalho disponível no local.

Saiba os principais benefícios do hot desking

Como as estruturas são divididas, as empresas têm uma redução de custos significativa. Isso porque as despesas com aluguel, mobília, limpeza, internet, telefonia e até recepcionista são repartidas entre diversas companhias.

Além disso, o hot desking também oferece outro grande benefício: o networking. As empresas que contratam o serviço passam a ter um convívio entre elas e, assim, podem trocar ideias, experiência e, até mesmo, serviços.

Outra vantagem é que, por se tratar de uma estação de trabalho livre, o espaço se mantém organizado. Isso porque o sistema evita o acúmulo de documentos, post-its e outros materiais de escritório em cima da mesa.

Conheça 3 dicas para aplicar o hot desking na empresa

Com a disponibilidade de acesso à internet em praticamente qualquer lugar do mundo, a mobilidade e o trabalho remoto são realidades cada vez mais próximas de empresas de diversos segmentos.

Porém, para que o sistema seja realmente funcional, é importante que a companhia tome os seguintes cuidados antes de aderir ao hot desking:

Estude a viabilidade

Muitas empresas dependem de uma estrutura própria para executarem suas operações, pois precisam de espaço para armazenagem de documentos, presença full-time dos seus funcionários, ambientes silenciosos, entre outras exigências. Por isso, é muito importante avaliar se a rotina da empresa é compatível com o hot desking ou se o ideal seria migrar para outras soluções como o escritório privativo.

Invista em uma boa infraestrutura de TI

Investir em soluções de TI, como programas, softwares e equipamentos é essencial para empresas que aderirem ao trabalho à distância e ao hot desking. Isso porque, por se tratar de uma estrutura móvel, os funcionários devem ter acesso às ferramentas que permitam o  compartilhamento de arquivos, acompanhamento de demandas, entre outras atividades.

Converse com os funcionários

Antes de aderir ao hot desking, é importante que a empresa dialogue com seus funcionários a respeito da mudança. Afinal, os colaboradores terão que se ajustar a uma nova realidade, e pode ser que nem todos se sintam à vontade com isso.

Muitas empresas ainda têm dúvidas sobre o que é hot desking e desconfiam do sistema. Porém, organizações do mundo inteiro e de diferentes segmentos estão aderindo à modalidade em função dos muitos benefícios que ela oferece.

E aí, ficou com alguma dúvida sobre o que é hot desking? Temos muitas empresas usando o nosso espaço como plano de contingência. Que tal avaliar a adoção na sua empresa também?

Tendência nos últimos anos, os espaços de coworking têm crescido exponencialmente e se popularizado. Presente não só nos grandes centros mas também em cidades de médio porte, eles se tornaram uma excelente opção para os empreendedores que estão começando a montar seu negócio ou que realizem trabalhos que dependam de parceiros multidisciplinares para sua atuação.

Você conhece o coworking? Sabe o que é oferecido nesses ambientes? Para que você fique por dentro dessa nova tendência, leia este artigo! Estas informações podem mudar a sua vida profissional.

O que é um espaço de coworking?

Um espaço de coworking é aquele em que diversos profissionais de diferentes áreas podem dividir o espaço de um escritório para realizarem seus trabalhos cotidianos, com toda a infraestrutura de um ambiente profissional, sem perder em nada para o ambiente de home office ou para os locais tradicionais. E pode ser funcional para os mais diversos tipos de profissionais.

Quais serviços eles oferecem?

Para quem nunca teve a oportunidade de visitar um espaço de coworking, é importante saber quais são os serviços oferecidos. São eles:

Infraestrutura básica

Água, luz, telefone e internet estão incluídos no pacote de locação do espaço, independentemente da modalidade que escolher para você. Coworkings de qualidade possuem uma rede de internet potente, muitas vezes bem superior aos planos caseiros, permitindo que você possa realizar seu serviço sem problemas de conexão.

Infraestrutura adicional

Há coworkings que oferecem mais itens de infraestrutura, que permitem um melhor conforto daqueles que ali trabalham. Inclui-se nesse rol impressoras multifuncionais e cotas de impressão, controle de acesso, local específico para refeições, café, armário individual, material de escritório, recepção para clientes aguardarem até serem atendidos, limpeza diária e câmeras de segurança.

Salas privativas

Se por algum motivo você quiser ter a experiência de ter contato com outros profissionais no mesmo ambiente, mas queira uma sala privativa, isto também é possível. A maioria desses estabelecimentos oferece essa modalidade para seus clientes, a fim de que possam desfrutar de um ambiente destinado só a eles.

Em alguns casos essas salas podem ser disponibilizadas 24h, perfeitas para quem, por algum motivo, necessite ter profissionais trabalhando fora do horário comercial.

Salas compartilhadas (coworking)

Para aqueles que querem aproveitar o networking diário para trocas de experiências, bem como realizar parcerias que possam contribuir para seu negócio e para o de seus colegas, o coworking mesmo é a melhor opção. Nessa modalidade são oferecidas estações compartilhadas, em que clientes de diversos segmentos dividem o mesmo espaço.

Escritório virtual

Se você trabalha em casa, mas necessita de um endereço e telefone comerciais, a opção de escritório virtual pode ser perfeita. Tenha um endereço para oferecer aos clientes em seus espaços de divulgação, bem como para receber possíveis encomendas. Caso tenha uma demanda de atendimento por telefone que não consiga atender, poderá ter uma secretária que vai resolver essas questões.

Sala de reunião

Precisa se reunir com clientes, investidores ou com equipe remota? Conte com uma sala de reunião. Nela está disponível para você água e café, televisão para videoconferências ou apresentações e um quadro branco para anotações.

Quais os benefícios de utilizar um espaço de coworking?

Mas por que optar por um coworking? O que ele oferece de vantagens para você que está começando a empreender? Veja as principais delas.

  • Economia de infraestrutura: você já terá um escritório pronto disponível para você, sem necessidade de gastos com mobiliário e instalação de serviços, por exemplo.
  • Praticidade no pagamento: pague apenas uma conta (mensalidade do coworking) ao invés de pagar diversas contas ao mesmo tempo (água, luz, telefone, internet, limpeza, etc.).
  • Economia para quem está começando: quem ainda não pode arcar com uma sala privativa poderá ter um espaço de trabalho por um preço que poderá caber em seu orçamento.
  • Networking e parcerias: um coworking permite o estabelecimento de um bom relacionamento, networking e parcerias de uma forma que outras modalidades de trabalho não permitem. Esteja em contato com pessoas que ajudarão em diversas áreas do seu negócio.

Interessante, não é mesmo? Então que tal dar uma chance para trabalhar em um espaço de coworking e contar com todos esses benefícios? Entre em contato com a gente, tire suas dúvidas e descubra mais vantagens.

Quando os negócios vão bem, com a conquista de mais clientes e de mais projetos, um dos primeiros reflexos da bonança é justamente a necessidade de recrutar mais pessoas. Até aqui, nenhum problema, certo? Mas e se você estiver sem espaço para aumentar a equipe?

O crescimento do negócio deve ser celebrado com ainda mais foco, empenho e motivação — e não com uma grande dor de cabeça por conta das limitações de espaço físico.

Seja por questões burocráticas (como um contrato de aluguel, por exemplo) ou por fatores estruturais (muitas vezes, a planta não permite modificações), o fato é que pode haver dificuldades para acomodar novos profissionais no escritório e atividade.

Mas calma! Existem alternativas bastante úteis e adequadas para resolver a questão de modo eficaz (e até mesmo econômico). Neste post, você vai conhecer duas opções para distribuir sua equipe. Preparado? Confira!

Coworking

Os espaços de coworking ganham cada vez mais a atenção dos empreendedores, no Brasil e no mundo. Com a proposta de oferecer toda a estrutura necessária à atividade profissional (estações de trabalho, salas de reuniões e espaços de convivência, por exemplo), reunindo em um mesmo ambiente diversos perfis e expertises, a modalidade deixou de ser apenas uma alternativa para otimizar custos para despontar, então, como uma opção extremamente viável para alavancar a criatividade e a produtividade do indivíduo em suas atividades funcionais.

Desta forma, além de representar uma possibilidade para alocar a nova equipe com custos reduzidos, o coworking proporciona outras vantagens interessantes. A oportunidade de interagir com outros profissionais, construindo e nutrindo networking, por exemplo, é constante e pode culminar em novos negócios, novas parcerias e novas ideias.

Além disso, vale adicionar que os espaços de coworking caracterizam-se pela ausência de burocracia nos processos de contratação, dispensando fiadores ou seguros. Os planos oferecidos costumam ser flexíveis e certamente não será difícil encontrar um que seja exatamente o que você precisa no momento.

Home office

O home office — que, em tradução livre, significa “escritório em casa” —, diz respeito à modalidade de trabalho que permite ao colaborador exercer suas atividades de sua própria residência, conectando-se virtualmente à empresa.

Dentre as vantagens do modelo, figuram o aumento da qualidade de vida do profissional (já que se elimina o stress do trânsito e se libera mais tempo para a família, por exemplo) e a redução de custos para o empregador (que economiza em benefício de transporte e dispositivos de estruturas, por exemplo).

Mas atenção: é preciso garantir que os funcionários em home office permaneçam focados nas atividades que precisam executar. Quando em casa, o risco de haver distrações é maior, podendo afetar os resultados entregues pela equipe remota.

Diante das alternativas, estar sem espaço para aumentar a equipe nunca mais será um problema, certo? Você está pronto para vender mais, crescer mais e, logo, contratar mais! Bons negócios!

Agora que você já conhece as opções disponíveis e sabe quais são as vantagens de cada uma, está pronto para escolher! Mas antes, que tal verificar para quais profissionais o espaço de coworking é indicado?

Você já parou para pensar na forma como a modernidade tem atuado nas transformações das relações de trabalho? Não somente em termos de documentos, fazendo com que os papéis sejam substituídos por arquivos eletrônicos, mas também na própria organização espacial.

Se antes a questão da estrutura era um fator que limitava o crescimento das empresas, hoje já existem soluções que permitem aos gestores montarem o seu negócio próprio e economizar com aluguéis e outros gastos.

Dentro dessa lógica, é preciso falar sobre os espaços de coworking. Você sabe do que se trata? Caso a sua resposta tenha sido negativa, então é hora de parar tudo e ler este post:

O que é coworking

É um modelo de trabalho. Nele, o ambiente é compartilhado entre profissionais de diferentes áreas, o que permite a eles não somente a possibilidade de ocuparem o mesmo espaço, como também a troca de ideias, a criação de networking e a colaboração entre atividades próximas.

A sua origem tem tudo a ver com o momento atual das empresas. Ao mesmo tempo em que o espaço para alocar os colaboradores foi sendo reduzido nos empreendimentos, por conta da introdução do computador e também pela diminuição do consumo de papel, novas ferramentas foram surgindo e permitindo que as mesmas tarefas fossem produzidas fora do ambiente interno empresarial.

Hoje já é possível ter um escritório inteiro dentro de casa, bastando ter um bom computador e uma conexão estável. Entretanto, existem problemas como as inúmeras distrações que o ambiente familiar pode oferecer.

Limitações envolvendo o trabalho dentro de casa e os gastos com aluguéis de escritórios próprios abrem espaço para o coworking como alternativa. Ele permite ao empresário e sua equipe contarem com um espaço próprio para trabalho, confortável, livre de distrações e adaptado às exigências do profissional, algo que aparece como uma solução válida para inúmeros trabalhadores no mundo inteiro.

A estrutura física

Os escritórios de coworking valorizam tanto a produtividade, utilizando melhores recursos arquitetônicos, quanto as comodidades disponíveis.

Na copa, existe o espaço para o encontro e a troca de ideias entre profissionais. Com uma boa estrutura, o ambiente permite que entre um café e outro as pessoas criem conexões e assim deem vida a novas parcerias.

Precisa gerar documentos imediatamente? Então conte com as impressoras e multifuncionais disponibilizadas. Esse tipo de preocupação não deve fazer parte do seu dia a dia trabalhando num espaço de coworking.

Nele, você pode contar também com serviço de internet dedicada, estável e protegida de eventuais ameaças, além de mesas e cadeiras ergonômicas, o que garante a você trabalhar sem preocupação em relação a problemas com a sua coluna.

Da mesma forma, em um país como o Brasil — cujo clima oscila muito e, em alguns casos, torna difícil o trabalho em locais com temperaturas extremas —, é possível ter um equilíbrio no clima com o ambiente climatizado na temperatura ideal sem aumentar o seu gasto mensal.

A limpeza também é feita periodicamente e de maneira a garantir todo o conforto para o profissional. O mesmo vale para a manutenção, que precisa ser constante para manter o local funcionando sempre de maneira eficiente.

Em resumo, toda a estrutura física que uma empresa precisa para realizar as suas atividades é garantida no espaço de coworking. A você, cabe fazer o seu trabalho.

O acesso à sala de reunião

Apesar de ser um espaço compartilhado, o coworking oferece um ambiente próprio para que o empresário receba os seus clientes. Esse é outro ponto que merece destaque.

Quando você trabalha em casa, reuniões mais importantes podem se tornar um problema, pois enquanto você conversa com parceiros e fornecedores, está sempre sujeito a ser interrompido, seja por uma ligação telefônica ou pela campainha. Isso se não tiver crianças em casa, o que torna qualquer situação imprevisível.

Em uma sala de reunião específica de espaços de coworking, você tem uma estrutura moderna montada para facilitar esse relacionamento profissional.

Nela, é possível ter à sua inteira disposição recursos como água e café expresso, equipamento multimídia e serviço de recepção. Isso certamente torna o seu relacionamento com os clientes mais profissional e agradável.

Tem um escritório pequeno? Então o coworking pode ser a alternativa ideal para o seu negócio também.

Os serviços de conveniência

Quando se está fora da empresa, pode ser necessário contar com soluções rápidas que nem sempre estão acessíveis quando você trabalha de casa ou de algum outro local não preparado para tanto.

É diferente quando se atua num espaço de coworking. Nele, você tem a seu dispor serviços de telefonia e profissionais especializados para fazer o atendimento, garantindo profissionalismo para o seu negócio.

O atendimento é eficaz porque a equipe está preparada para atuar na otimização dos processos, como se você estivesse dentro de um escritório próprio e contasse com profissionais para fazer esse tipo de serviço para você. Com a diferença que, no coworking, os valores são incrivelmente mais baixos.

O networking

Uma coisa que só um espaço de coworking pode oferecer é a oportunidade de colocar o empreendedor em contato direto com potenciais parceiros e mesmo clientes constantemente.

Quanto mais tempo sua empresa se fizer presente no lugar, maiores serão as possibilidades de sua equipe construir relacionamentos interessantes com a convivência diária.

Assim, seja nos espaços para descanso (outro diferencial desse modelo de trabalho. Existem unidades que oferecem até videogames), seja na pausa para o café, você pode conhecer pessoas com o perfil ideal para fazer novos negócios.

A possibilidade de fazer networking, assim como a redução da burocracia que envolve o processo, é um dos motivos que fazem com que o coworking seja uma opção muito mais vantajosa do que um escritório convencional.

As salas privativas

Caso toda essa interação não seja adequada para o seu tipo de trabalho, ainda assim existem benefícios no coworking.

Existe a opção por salas privativas, que oferecem o mesmo conforto que o ambiente compartilhado, mas com a diferença de serem exclusivas para quem procura privacidade. Você pode trabalhar em salas para uso individual, mas também usar espaços maiores para alocar toda a sua equipe.

Essa costuma ser a solução ideal para empresas em começo de atividade, com até 4 funcionários. Com ela você tem acesso a toda uma estrutura que marca organizações de muito sucesso, algo que ficaria muito mais caro se você tentasse montar esse ambiente com os seus próprios recursos.

O coworking representa o avanço que as empresas precisavam para ter acesso a espaços de qualidade sem que os gastos sejam tão elevados. Esse é um diferencial importante, que pode fazer com que companhias cresçam ao destinar o investimento em estrutura para outros setores estratégicos do negócio.

Considere essa solução caso tenha a possibilidade de atuar individualmente no modelo home office ou se desejar encontrar alternativas para que a sua empresa gere maior economia. A redução de custos certamente será uma vantagem com a opção pelo coworking.

Gostou do texto sobre o que é coworking? Então curta a nossa página no Facebook e acompanhe as nossas atualizações!

Sempre que falamos de ambientes compartilhados, associamos a imagem desses locais às startups e aos diferentes negócios que deram certo. Afinal, qual outro modelo seria capaz de tirar o máximo de proveito de uma infraestrutura moderna, tecnológica e bem equipada a um preço acessível?

A realidade é que ambientes coworking concentram pessoas que atuam em diferentes ramos, com experiências e bagagens distintas. E, apesar de ser o “berçário das startups” — haja vista a possibilidade de alavancar novos empreendimentos por meio do networking —, esses espaços podem abrigar, também, atividades menos tradicionais.

Diante desse cenário, leitor, preparamos este artigo para mostrar a você os negócios diferentes que deram certo no coworking. Ficou interessado? Então acompanhe!

Por que desenvolver negócios tão variados em um espaço compartilhado?

O conceito de coworking surgiu e se tornou mundialmente conhecido por conta das startups americanas de tecnologia. Entretanto, o espaço logo se tornou interessante para diferentes tipos de negócio. E não foi à toa.

Na verdade, optar por uma cadeira em um coworking sempre foi atrativo. Afinal, a ideia de abrir uma empresa e começar um novo projeto em um ambiente preparado para acomodar você, sua equipe e seus clientes — com custos inferiores aos de um escritório convencional — e se relacionar com profissionais de talentos variados é bastante interessante, não?

O ponto-chave é que alguns desses espaços oferecem, além do usual, uma estrutura especial e adaptada, conquistando empreendedores e proporcionando a eles a condição ideal para que suas atividades sejam desenvolvidas.

Culinária

Seja em um escritório tradicional, em casa ou em um coworking, qualquer profissional faz uma pausa para comer durante o dia, certo? Pois alguns escritórios compartilhados contam com cozinhas completas e modernas o suficiente para deixar qualquer chef invejado!

Para quem trabalha no ramo alimentício, esses locais representam uma oportunidade única de fidelizar a clientela que divide o mesmo espaço diariamente. Dada a rotina, muitas pessoas optam pela praticidade de fazer suas refeições dentro das instalações do coworking, evitando ter de se deslocar para almoçar, fazer lanches ou tomar um cafezinho.

Nesse sentido, aliar a culinária com espaços de coworking é um excelente exemplo de negócios diferentes que deram certo.

Além de prover uma alimentação aos coworkers, o restaurante tem a possibilidade de atender outras pessoas. Logo, o coworking se torna mais conhecido, sendo escolhido como um local excepcional para a realização de almoços e outras reuniões de negócio, deixando de lado shoppings, cafés e locais similares.

Sem contar que o espaço já conta com toda infraestrutura necessária para a realização de reuniões e, ainda, se torna uma experiência inigualável do ponto de vista da alimentação. Vale a pena investir, não é mesmo?

Estética

Pode soar estranho, mas profissionais envolvidos nessa área também têm abraçado a oportunidade de exercer suas atividades dentro de espaços compartilhados. Isso porque é possível evitar que cerca de 40% do valor dos serviços prestados sejam descontados com locação, como acontece geralmente em salões de beleza.

Para suprir um nicho tão específico — atendendo cabeleireiros, manicures, barbeiros e outros profissionais do ramo —, os escritórios estão substituindo os móveis tradicionais por equipamentos necessários para que os clientes sejam atendidos com conforto e profissionalismo.

Assim, esses profissionais também poderão se tornar coworkers, reduzindo seus custos e otimizando, ainda mais, os lucros. E o conforto de poder realizar esses procedimentos no local de trabalho certamente será um diferencial a ser considerado! Então, pense nisso e tire sua ideia do papel.

Advocacia

Advogados representam grande parte da ocupação desses ambientes. Além de ser possível angariar clientes ao fazer networking, os coworkings têm uma equipe reservada para recepção, atendimento de telefonemas, anotação de recados e gerenciamento de correspondência.

Todos esses fatores fazem parte do primeiro contato do cliente com o profissional, então, é bom prezar pela impressão de seriedade e competência. Vale lembrar, também, que os custos de um local próprio são muito elevados, e dificilmente um advogado em começo de carreira conseguirá arcar sozinho com eles.

E-commerce

As lojas virtuais não param de crescer, e os produtos comercializados nelas são diversos. Pode-se encontrar e-commerces especializados na venda de artesanatos, livros antigos, acessórios para automóveis, produtos de pet shops, roupas de bebês e tantos outros.

Em todo caso, associar um e-commerce a um espaço de coworking pode simplificar a administração das transações e até o processo criativo de estratégias de marketing. O networking, aliado à troca de informações e experiências, será essencial nesse processo.

Além disso, o custo para ter um escritório físico poderá inviabilizar o projeto. Por outro lado, é preciso contar com fornecedores que entendam as suas características, criando um processo logístico eficiente e otimizado.

Por fim, lembre-se que também é possível comercializar serviços por meio da internet, como fotografia, agenciamento de viagens e outros.

Saúde e bem-estar

Além das comodidades clássicas de um escritório, há os que têm uma estrutura especializada para profissionais que oferecem aulas de meditação, spinning e yoga. E encontrar quem incorpore esses serviços à sua rotina não é difícil.

Isso se torna ainda mais evidente em um espaço compartilhado, onde é grande o número de pessoas buscando melhorar o gerenciamento do estresse, aumentando a produtividade no trabalho e melhorando qualidade de vida.

Dessa forma, além da execução de exercícios físicos, o coworking pode contar com profissionais especializados e que ofereçam trabalhos individualizados, como é o caso de fisioterapeutas, nutricionistas, psicólogos, personais, entre outros.

Assim como no caso da culinária e da estética, a possibilidade de contar com serviços personalizados no local de trabalho será surpreendente. E muitos profissionais passarão a frequentar seu espaço de coworking por conta justamente das vantagens oferecidas!

Que outros serviços individualizados podem ser incorporados?

Por fim, vale destacar que essa ideia de prestar serviços individualizados e específicos vai além da área da saúde e do bem-estar. Serviços como aulas particulares, coaching e consultoria de carreira, corretagem e tradução e revisão de textos também são tipos de negócios que podem dar certo em coworkings.

Esses profissionais terão seus clientes e poderão aumentar a quantidade de consumidores, prestando serviço para os coworkers. O networking e o “boca a boca” será fundamental para o sucesso desse negócio — e para o sucesso do coworking em si, concorda?

Independentemente do negócio a ser escolhido, é preciso encontrar um coworking que aceite as suas ideias e se torne um grande parceiro, em vez de bloquear suas ações. Então, procure por locais que estejam abertos a inovações e incentivem a criação de diferenciais competitivos para os coworkers.

Dessa maneira, será mais fácil contar novas histórias sobre negócios diferentes que deram certo em coworkings!

E então, leitor, gostou de aprender sobre esses modelos de negócios diferentes que deram certo no coworking? Entre em contato conosco e conheça nossas soluções! Basta acessar a nossa página.

Trabalhar em um espaço de coworking parece algo que combina só com a vida de alguns profissionais, não é mesmo? Especialmente àqueles que trabalham por conta própria.

Algumas profissões realmente têm tudo a ver com esse tipo de trabalho e por isso se associam a esse conceito com maior facilidade, entretanto, existem outras que também podem ser exercidas em espaços de coworking de maneira até mais vantajosa.

Quer saber quais são? Então confira.

1. Empreendedor Digital

Donos de negócios digitais, principalmente os que estão em fase inicial de atividade, podem encontrar no coworking o espaço ideal para cuidar das suas empresas. Como o ambiente permite a troca de informações e o contato com diferentes perfis de profissionais, essa pode ser uma boa fonte de ideias e networking.

É uma solução viável para que o empreendedor saia um pouco da frente do computador e interaja com outras pessoas, podendo até mesmo encontrar novos parceiros. Nesse momento tão importante, estar em meio a outros empreendedores pode ser o diferencial para o sucesso do negócio.

2. Webdesigner

As possibilidades de trabalho para o profissional dessa área têm crescido progressivamente com o crescimento do marketing digital. Cada vez mais surgem trabalhos que permitem ao webdesigner criar sem necessariamente ocupar o espaço da empresa.

É por isso que sua presença nos espaços de coworking faz todo o sentido: como geralmente atuam sozinhos, encontram nesses lugares um ambiente propício para se relacionarem com outros profissionais e apresentar soluções mais criativas para seus clientes.

3. Arquiteto e Engenheiro

É a mobilidade que esses profissionais precisa ter no dia a dia para visitar clientes e acompanhar projetos, que faz com que o coworking seja um espaço interessante em sua atuação.

Nesse espaço, o profissional pode permanecer ao longo das horas em que precisa se concentrar para trabalhar com softwares específicos, entre uma visita e outra. Usando seu próprio notebook, ele pode otimizar tempo e realizar diferentes tarefas.

4. Consultor de Negócios

Um consultor de negócios precisa lidar com empresas e pessoas dispostas a ouvir seus conselhos para que sua atividade aconteça.

Em ambientes de coworking, o consultor de negócios tem acesso a empresários que atuam em diferentes segmentos, sendo assim, é na relação interpessoal que ele consegue encontrar meios para se manter atualizado em relação ao funcionamento de outras empresas e até mesmo negociar com novos clientes.

5. Representante Comercial

Um profissional que se desdobra em inúmeras atividades, precisa ter um espaço para fazer reuniões com clientes e parceiros. Mais do que isso: precisa de um lugar que seja adaptado para isso.

O coworking é um ambiente que tem tudo a ver com as necessidades do representante comercial. Além disso, pode servir também como o local para o planejamento de ações, quando elas exigirem maior concentração por parte do profissional.

6. Advogado

Advogados em início de carreira podem fazer uso do coworking para trabalhar enquanto juntam dinheiro para comprar ou alugar um imóvel. Em espaços devidamente equipados, eles podem se reunir com seus clientes, oferecendo a eles uma estrutura moderna e confortável que dificilmente seria acessível a profissionais nessa fase.

É uma alternativa válida, principalmente para evitar consultas em locais pouco atrativos e que podem prejudicar a credibilidade do serviço.

Agora que você sabe mais sobre como o espaço coworking pode ser útil, entre em contato com a gente. Podemos ajudar você a prosperar.