2 minutos de leitura

Quando os negócios vão bem, com a conquista de mais clientes e de mais projetos, um dos primeiros reflexos da bonança é justamente a necessidade de recrutar mais pessoas. Até aqui, nenhum problema, certo? Mas e se você estiver sem espaço para aumentar a equipe?

O crescimento do negócio deve ser celebrado com ainda mais foco, empenho e motivação — e não com uma grande dor de cabeça por conta das limitações de espaço físico.

Seja por questões burocráticas (como um contrato de aluguel, por exemplo) ou por fatores estruturais (muitas vezes, a planta não permite modificações), o fato é que pode haver dificuldades para acomodar novos profissionais no escritório e atividade.

Mas calma! Existem alternativas bastante úteis e adequadas para resolver a questão de modo eficaz (e até mesmo econômico). Neste post, você vai conhecer duas opções para distribuir sua equipe. Preparado? Confira!

Coworking

Os espaços de coworking ganham cada vez mais a atenção dos empreendedores, no Brasil e no mundo. Com a proposta de oferecer toda a estrutura necessária à atividade profissional (estações de trabalho, salas de reuniões e espaços de convivência, por exemplo), reunindo em um mesmo ambiente diversos perfis e expertises, a modalidade deixou de ser apenas uma alternativa para otimizar custos para despontar, então, como uma opção extremamente viável para alavancar a criatividade e a produtividade do indivíduo em suas atividades funcionais.

Desta forma, além de representar uma possibilidade para alocar a nova equipe com custos reduzidos, o coworking proporciona outras vantagens interessantes. A oportunidade de interagir com outros profissionais, construindo e nutrindo networking, por exemplo, é constante e pode culminar em novos negócios, novas parcerias e novas ideias.

Além disso, vale adicionar que os espaços de coworking caracterizam-se pela ausência de burocracia nos processos de contratação, dispensando fiadores ou seguros. Os planos oferecidos costumam ser flexíveis e certamente não será difícil encontrar um que seja exatamente o que você precisa no momento.

Home office

O home office — que, em tradução livre, significa “escritório em casa” —, diz respeito à modalidade de trabalho que permite ao colaborador exercer suas atividades de sua própria residência, conectando-se virtualmente à empresa.

Dentre as vantagens do modelo, figuram o aumento da qualidade de vida do profissional (já que se elimina o stress do trânsito e se libera mais tempo para a família, por exemplo) e a redução de custos para o empregador (que economiza em benefício de transporte e dispositivos de estruturas, por exemplo).

Mas atenção: é preciso garantir que os funcionários em home office permaneçam focados nas atividades que precisam executar. Quando em casa, o risco de haver distrações é maior, podendo afetar os resultados entregues pela equipe remota.

Diante das alternativas, estar sem espaço para aumentar a equipe nunca mais será um problema, certo? Você está pronto para vender mais, crescer mais e, logo, contratar mais! Bons negócios!

Agora que você já conhece as opções disponíveis e sabe quais são as vantagens de cada uma, está pronto para escolher! Mas antes, que tal verificar para quais profissionais o espaço de coworking é indicado?