Publicado no blog dos nossos parceiros do Tiny ERP!

Precisamos cuidar da nossa saúde em primeiro lugar e a partir daí seguir com a nossa missão de ajudar que mais empreendedores prosperem. Estamos acompanhando a evolução da pandemia e seguindo todas as recomendações dos órgãos de saúde para garantir que o espaço seja seguro para aqueles que necessitam.

No primeiro momento, funcionamos com restrições para oferecer um espaço seguro para para todos aquelas precisam. Temos clientes que trabalham com importação de material hospitalar, saúde, segurança e seguros que precisam de um espaço adequado para seguir prestando os serviços essenciais para a população. Foi a nossa forma de contribuir ativamente!

Veja todos os detalhes abaixo!

Funcionamento e acesso ao Coworking Town

FASE 1 – Até 07/06

Abertos com restrições, ou seja, apenas para os nossos clientes fixos que realmente precisam. Não estamos recebendo nenhuma visita, fazendo reuniões ou com clientes avulsos até que as medidas de isolamento sejam aliviadas. Nossa equipe de atendimento também fica toda em home office atendendo digitalmente por enquanto.

Apesar do Shopping Nova América estar fechado, o Offices, onde fica o nosso coworking, permanece aberto e funcionando normalmente. Já em Copacabana, o Hotel Pestana fica fechado para hóspedes, mas tanto a equipe de segurança se mantém e o nosso acesso está liberado.

FASE 2 – A partir de 08/06

Nessa etapa, o comércio já reabre no Rio de Janeiro e os restaurantes já podem funcionar com 50% de ocupação. As visitas precisam ser agendadas previamente e a nossa equipe de atendimento também volta em tempo integral ao escritório.

Escritório Virtual

Nossos serviços de escritório virtual continuam funcionando normalmente sem interrupções.

Local de Trabalho Seguro

Implantamos medidas adicionais de limpeza ainda em fevereiro no início da pandemia e seguimos incluindo tudo que seja necessário para termos um ambiente seguro.

Por se tratar de empresas de ramos diferentes, as rotinas de trabalho dos nossos clientes já são bastante diversas. Dessa forma, não vemos necessidade de introduzir turnos de trabalho.

Higienização

Além do reforço nas limpezas diárias dos escritórios, disponibilizamos os produtos de higiene e desinfetantes como sala de reunião, copa, entrada e impressora. As mesas também serão desinfetadas regularmente com equipes especializadas.

Cuidado Individual

O cuidado preventivo é agora a chave para reduzir a probabilidade de contágio. Cada pessoa deverá assumir a sua parcela para contribuir com a segurança coletiva. É obrigatório o uso de máscaras em todas as áreas comuns e recomendável que se higienize sempre as mãos, superfícies e celulares.

Pedimos também que se verifique a própria temperatura em casa todos os dias antes de ir para o escritório e que evite o acúmulo de papeis sobre a mesa para facilitar a limpeza.

Copa

Estamos criando turnos programados para o almoço para aliviar o agrupamento de pessoas em torno do micro-ondas e da pia. Só será permitida uma pessoa por vez que deve comer e limpar as superfícies antes que o próximo chegue, e assim por diante.

O mesmo vale para o uso comum no dia a dia, sempre evitando que duas ou mais pessoas estejam ao mesmo tempo no local.

Escritórios Privativos

A maior parte do nosso espaço é composto por escritórios privativos, com paredes e divisórias de vidro, de forma a isolar os seus ocupantes. Além disso, eles contam com ar condicionado individual.

Espaços Compartilhados

As nossas mesas já estão dentro do padrão estipulado de distanciamento, mas ainda assim estamos deixando estações de trabalho vagas para escalonar e aumentar o espaçamento.

Salas de Reunião e Treinamento

A partir de 08/06 fica permitido o uso das sala de reunião e treinamentos por clientes fixos e avulsos, com as capacidades reduzidas em 50%. Vamos distribuir as cadeiras já garantindo o distanciamento adequado e aumentar o intervalo entre reuniões.

Redução nos Pontos de Contato

Inicialmente as nossas portas de entrada e saída ficarão abertas durante todo o dia para reduzir pontos de contato repetitivos. Em um segundo momento, vamos incluir botões por aproximação para evitar o toque.

Impulsionando a Retomada

Já em segurança, podemos trabalhar para ajudar no que for possível, minimizar perdas econômicas, desemprego e iniciar a retomada da economia. Nascemos no auge da crise de 2016 e conseguimos ajudar diversas empresas e empreendedores naquele momento difícil.

Agora, em também em um momento de incerteza, os nossos planos flexíveis são fundamentais para que sua empresa tenha agilidade e custos adequados à essa realidade. Os nossos serviços podem impactar positivamente e mudar a realidade do seu negócio!

DOAÇÕES

Estamos iniciando esse mês uma campanha para doação de cestas básicas para a ONG Gerando Falcões comandada pelo Edu Lyra, um grande empreendedor, auditada pela KPMG e apoiada por grandes empresários. Escolhemos essa ONG, pois já acompanhamos faz bastante tempo e sabemos a seriedade do trabalho que eles fazem.

Caso queira contribuir com a Gerando Falcões é só acessar esse link ou se quiser doar ou até já doou para outra instituição também será de grande ajuda. Uma cesta básica de cada um de nós custa apenas R$ 50 e vai representar comida para dezenas de famílias. Vamos doar?

CONTEM CONOSCO!!!

Há um ano e meio atrás tive a grata surpresa de ser convidada por um casal de amigos para participar de um desafio: dividir com eles a responsabilidade de cuidar daquele que seria seu grande projeto. A primeira unidade do Coworking Town ainda era um bebê (um filho que adotei com o tempo) com um pouco mais de um ano de vida, e apesar do pouco tempo de existência, a idéia era aumentar essa família com a criação de mais uma unidade. A responsabilidade era grande, mas não teve como não se animar depois de conversar com esses dois e perceber o quanto eles acreditavam e estavam empenhados em fazer a idéia dar certo. Por isso não hesitei e topei na hora e em outubro de 2017 já estava trabalhando no Coworking Town.

Desafios iniciais

Confesso que no início não foi muito fácil, a equipe era pequena, os recursos eram escassos e o trabalho era grande, mas com dedicação, esforço, paciência e muita resiliência, conseguimos concluir nosso objetivo inicial e em janeiro de 2018 inauguramos nossa segunda unidade. O que parecia ser um trabalho concluído, na verdade se mostrou ser mais um grande desafio a ser cumprido. Com a nova unidade vieram novas preocupações, novas responsabilidades, mais trabalho e uma equipe dividida em duas para dar conta disso tudo.

Estávamos mais experientes ou como dizem por ai, “mais cascudos” (acho inclusive que essa palavra define muito bem essa equipe!), mas uma coisa é certa, as adversidades e dificuldades pelo menos tiveram seu lado positivo. Passar por tudo isso juntos não só nos fortificou individualmente como profissionais, como nos manteve muito mais unidos e focados como equipe em atingir nosso objetivo: trabalhar ainda mais para que todo nosso esforço não fosse em vão!

Trabalho em equipe

Aproveitando a oportunidade e fazendo uma breve pausa no depoimento, fica ai a dica para aqueles que desejam empreender e que como todo empreendedor passa por todo tipo de dificuldades: formar uma equipe sólida, de confiança e engajada é parte fundamental do processo. Um funcionário valorizado torna-se um grande aliado. Costumo dizer que não adianta termos as melhores idéias, estrutura e recursos financeiros ao nosso alcance se não temos pessoas felizes e motivadas trabalhando conosco. Trabalhar com pessoas diferentes é o mesmo que ter uma segunda família. Deve-se acolher, ensinar e motivar, transformando essa relação numa via de mão dupla.

Sempre gosto de ter em mente que grande parte do sucesso de uma empresa deve-se ao engajamento daqueles que nela trabalham, desde daqueles que atuam na função mais básica, até as hierarquias mais altas e é isso que aplico no meu dia a dia trabalhando no Coworking Town. Todos exercem papel importante e, portanto devem ser igualmente valorizados por isso. Tenho muita sorte de me sentir dessa forma e espero ter sempre a sabedoria de fazer com que meus funcionários sintam o mesmo.

Apenas o começo da nossa história

Passados esses quase 18 meses, quando olho para trás e penso como tudo começou e como crescemos dias após dia, me sinto privilegiada em fazer parte dessa história. A minha história trabalhando no Coworking Town, ou melhor, a nossa história mostra que com dedicação, esforço e compromisso podemos realizar nossos sonhos e alcançar o sucesso!

*Post escrito por Bárbara Lopes, gerente da Unidade Nova América.

Publicado no blog dos nossos parceiros da Qualidade Corporativa.

 

Tenho recebido muitos elogios pelo espaço de coworking do qual sou fundador e Co-CEO aqui no Rio de Janeiro, o Coworking Town. O espaço ficou realmente muito legal, estamos alcançando ótimos resultados e realizamos nossa 1ª expansão em apenas 3 meses. O que muitos não sabem é que esses resultados não foram alcançados com ajuda externa ou grandes investimentos e sim a partir de uma dedicação total, quase insana, minha e da minha sócia Giselle apenas, e por isso decidi contar um pouco dessa história de como superamos os desafios de empreender e tirar nosso negócio do papel.

Formação e Experiência

Antes de tudo é importante dizer a nossa formação, eu sou engenheiro civil e ela engenheira mecânica. Sempre trabalhamos nas nossas áreas mesmo, embora eu já tenha tido outros negócios e estudar assuntos relacionados ao empreendedorismo a uns 10 anos pelo menos. Iniciamos nosso negócio sem grandes conhecimentos em marketing, contabilidade, design e sem dinheiro.

Pesquisa

Antes de abrir o negócio, fomos atras de validar nossas premissas. Já tínhamos uma boa ideia sobre o crescimento do coworking no Brasil, que cresceu 50% de 2015 para 2016, os benefícios da economia compartilhada e tudo isso aliado a crise econômica parecia realmente uma boa aposta. Visitamos diversos coworkings no Rio de Janeiro e comprovamos que a maioria estava com boa ocupação. Já conhecíamos muito bem a região onde começaríamos nossa operação, que não tinha nenhum espaço do tipo ainda, pesquisamos muito na internet, levantamos os custos, a viabilidade do negócio e fomos em frente.

Recursos

Eu ainda estava realizando alguns serviços na minha última empresa, mas já preparando para encerrar as atividades e a Giselle estava desempregada quando decidimos começar nosso negócio. Aliamos minha vontade de empreender com a necessidade dela. Nossa reserva financeira era bem pequena, iria acabar em poucos meses e para fazer o coworking precisaríamos de muito mais. Por outro lado, não tínhamos outra saída, era superar os desafios de empreender ou se afundar em dívidas. Me veio à mente aquela frase do Steve Jobs no discurso de Stanford:

“You are already naked, there is no reason not to follow your heart.”

Tomamos três atitudes principais para tirar nosso negócio do papel:

  1. Iríamos vender o que dava para vender e fazer caixa. Vendemos desde álbuns de figurinha e roupas até o nosso carro e levantamos um bom dinheiro, até mais do que imaginávamos;
  2. Precisaríamos gerar caixa logo no começo para pagar parte dos investimentos. Para isso usamos 7 cartões de crédito diferentes onde parcelamos sem juros todas as compras que conseguimos, da para imaginar a confusão? Além disso, colocamos metas agressivas que na verdade eram mais pautadas no que precisávamos atingir para não quebrar do que em planejamento e análise de mercado;
  3. Estudaríamos e faríamos por conta própria todos os serviços possíveis contratando somente o estritamente necessário.

Arquitetura e Design

Não somos arquitetos nem designers, somos curiosos com bom senso. Pesquisamos muito em sites, visitamos outros coworkings e identificamos aquilo que gostávamos e tinha o nosso estilo. Estudamos muito e a partir daí elaboramos o nosso layout e nossa decoração. Nossa logo e materiais de divulgação também foram elaborados nessa mesma base e usando ferramentas gratuitas da internet.

Obra

A obra era a parte aparentemente mais fácil, pois como sou engenheiro civil tenho boa experiência com obras de escritório e bons contatos de mão de obra e fornecedores. O imóvel onde funcionaria o coworking não tinha piso, instalação elétrica, ar condicionado, pintura, em resumo: Não tinha nada! Tivemos executar a obra do zero e providenciar todos os projetos e documentação necessária para aprovar a obra. Ah! A obra ainda teve que ser executada somente a noite ou nos finais de semana em função das regras do condomínio. Bacana, não é?

Enquanto a obra do coworking acontecia, surgiu um serviço para minha empresa antiga que era de curta duração e irrecusável financeiramente. Por várias vezes tive que trabalhar literalmente 24 horas no dia. Enquanto eu tocava a obra a Giselle cuidava de todas as compras e recebimentos dos insumos, mobiliário e equipamentos. Alguns serviços da obra inclusive fomos nós que executamos, como parte das instalações elétricas e a pintura. Apertamos por exemplo quase 500 parafusos para montar as cadeiras do coworking e mais algumas coisas nesse sentido também. Foi uma loucura por alguns meses.

Faça você mesmo

A engenharia te ensina entre outras coisas a ter um raciocínio muito lógico e crítico. Recebemos vários orçamentos com preços completamente fora da realidade e sempre que nos deparávamos com esse entrave íamos atrás de informações para aprender como fazer. Projetamos e montamos todos os móveis (sim, fizemos 100% das mesas e armários!), fizemos a rede de internet do coworking, luminárias, adesivos nos vidros e etc. Tudo o que você vê nas fotos foi projetado e construído somente por nós dois do zero, sem nenhuma solução comprada pronta.

Website

Conhecia por alto ferramentas como o WordPress e Wix, mas nunca tinha usado efetivamente. Sem recursos financeiros para contratar alguém para fazer e também por querer ter maior agilidade para mudanças no futuro eu fui buscando informações e aprendendo na prática a usar as ferramentas até conseguir fazer o que queria. Entramos nos sites das empresas que admiramos dos mais variados seguimentos e fomos “copiando” o que mais gostávamos e o que achamos que funcionaria melhor. Essa é uma dica legal que até as grandes empresas usam. Você não precisa inventar tudo, você pode copiar o que deu certo dando outros significados e seu toque pessoal que funciona muito bem. Não é, Apple?

O detalhe é que o site foi feito enquanto estávamos na loucura da obra. Favorecer um lado em detrimento do outro não adiantaria, as duas coisas tinham que andar em paralelo para atingirmos nossa meta. Apesar de não ser um mega website, ele ficou bonito, muito funcional e tem contribuído positivamente para os nossos resultados.

Marketing

Nos nossos primeiros 15 dias de operação não tivemos qualquer contato de clientes, obviamente alguma coisa estava errada. Fomos atrás mais uma vez, pesquisamos, conversamos com algumas pessoas e conseguimos pouco a pouco ir melhorando nosso marketing digital que tem pautado nosso crescimento nesses meses. Com um investimento baixo conseguimos boas estatísticas de acessos e conversões que tem se refletivo no nosso resultado.

Números

Alcançamos 67% de ocupação e mais de 40 empresas atendidas. Nosso faturamento de março já é 350% maior que o de dezembro e 20% maior que o de fevereiro e ainda temos mais uma semana pela frente nesse mês. Fugindo um pouco até do usual no coworking temos diversos contratos de longa duração também, muitos deles de clientes de planos curtos que gostaram do serviço e renovaram por períodos longos. Nenhum indicador melhor que esse de uma boa prestação de serviço!

Parcerias

Somos early adopters, fãs de tecnologia e queríamos compartilhar algumas dessas maravilhas com os nossos clientes. Sem contato ou qualquer conhecimento usamos o Linkedin para conseguir parcerias com empresas como a ContabilizeiContaAzulPipedrive e Pluga, fora os diversos outros contatos que tem nos ajudado em diversas situações. No último dia 23/03, por exemplo, minha sócia Giselle foi convidada para uma palestra para 150 pessoas da Rede Mulher Empreendedora. É meio óbvio dizer isso, mas empreendedores gostam de ajudar empreendedores ;)

Expansão

Inauguramos no último dia 20/03 nossa expansão, passando de 24 para 43 estações de trabalho, ampliando a capacidade da nossa sala de reunião e ganhando uma copa fechada para refeições. Repetimos exatamente a mesma receita da obra inicial, só que dessa vez com as lições aprendidas fizemos tudo em menos tempo e mais barato. Ainda aproveitamos os dias de carnaval para acelerar ainda mais o processo, ufa! Agora temos como atender mais clientes e com mais qualidade e temos condições de seguir crescendo no mesmo ritmo nos próximos meses.

Superar todos os dias os desafios de empreender

Nosso objetivo com esse artigo foi mostrar que nem tudo é tão complicado quanto parece. A internet nos trouxe acesso fácil à qualquer informação, você pode literalmente virar especialista em qualquer assunto a partir de blogs, ebooks e artigos. Existem também muitas ferramentas impressionantes disponíveis gratuitamente ou a preços irrisórios e você encontra ainda opções para levantar dinheiro para o seu negócio.

Encerro esse artigo com uma frase do Henry Ford que resume muito bem essa experiência:

” Os obstáculos são aquelas coisas terríveis que você vê quando desvia os olhos do seu objetivo.”

Nossos planos são grandes, sabemos onde queremos chegar e exatamente o preço que temos que pagar para chegar lá. E vocês, o que fizeram ou pretendem fazer superar os desafios de empreender?

 

Gostou do nosso conteúdo? Já passou por esses desafios? Compartilhe a sua história e ajude a inspirar outros empreendedores ;)