Alguma vez você sentiu que as ações que você aplica em sua pequena empresa não vão de encontro aos seus objetivos? Ou que o retorno do seu investimento está negativo? Então, este é o momento de dar início a um trabalho de marketing para pequenos negócios.

Trouxemos aqui, neste artigo, os pontos mais importantes que você precisa saber para colocá-lo em prática. Vamos lá? Continue a leitura!

1. Faça um planejamento

O primeiro passo para colocar o marketing para pequenos negócios em ação é elaborar um planejamento. Para isso, é necessário levar em conta dois pontos importantes do negócio: os objetivos quantitativos e os qualitativos.

Os objetivos quantitativos são os mensuráveis. Por exemplo: “este ano queremos dobrar o faturamento da empresa”. Esse número deve ser levado em conta para estruturar como o marketing será feito.

Já os objetivos qualitativos são os não-mensuráveis. Por exemplo: “este ano queremos nos tornar a maior referência no mercado”. Isso também deve ser levado em conta para preparar as ações que farão você chegar até lá.

E, para isso, além dos objetivos, é fundamental ter clareza nas metas, isto é, os caminhos que vão levar a empresa até onde se quer chegar.

2. Conheça os canais de divulgação

O segundo passo é escolher quais serão os canais de marketing em que sua empresa estará presente. Para saber os canais certos, basta identificar quais o seu público frequenta, tanto no meio offline quanto no digital.

Portanto, se os seus possíveis clientes costumam ver mais outdoors ao invés de televisão, tenha anúncios expostos nas ruas ao invés de na telinha. Se no online eles acessam mais Instagram do que Twitter, invista mais na rede social que é preferida por eles.

Isso é fundamental ao investir em marketing pois, se você fizer ações em canais errados, sua empresa perderá dinheiro e o seu público não lhe verá.

3. Analise a concorrência

Outro ponto importante é conhecer bem seus concorrentes e o que eles estão fazendo no mercado. E caso sua empresa ofereça um produto que aparente ser único e que, por isso, não tenha concorrência, acredite: ela existe mesmo assim.

Por exemplo: vamos supor que a primeira escola de esperanto surja numa determinada cidade e que não exista outra instituição ou mesmo professor particular que ensine tal idioma nas redondezas.

Isso não aniquila a concorrência, pois um possível aluno que escolhe estudar francês ao invés de esperanto optou pelo concorrente indireto. O mercado não possui apenas concorrentes diretos, isto é, aqueles que oferecem o mesmo produto ou serviço que você.

Por isso, fique atento ao que a concorrência oferece para aderir ao que eles fazem de melhor, descartar o que é pior e, acima de tudo, buscar um diferencial.

4. Acompanhe as métricas

Por fim, é necessário acompanhar as métricas para ter certeza de que as ações de marketing estão trazendo os resultados esperados. Para isso, tenha em conta a meta — que pode ser semanal, mensal, trimestral etc — e o quão próximo ou longe o objetivo final está.

Seguindo esses passos você poderá fazer um bom marketing para pequenos negócios. Ele é crucial e tem extrema importância no desenvolvimento e sucesso de sua empresa.

E então? Como está aplicando o marketing em sua empresa? Deixe um comentário aqui embaixo e nos conte como tem sido a sua experiência.