2 minutos de leitura

Empreender tem sido uma importante solução para aqueles que querem maior independência financeira, bem como superar o momento de crise econômica. E com uma boa ideia e planejamento estratégico é possível conquistar o sucesso na área desejada.

Novos negócios precisam de um ambiente favorável para sobreviverem. Afinal, em um país no qual 60% das empresas fecham antes de 5 anos de existência, é importante fazer tudo que for possível para não permitir que uma boa sacada morra antes da hora.

Uma opção eficiente é abrir uma empresa que já utilize coworking. Veja porque isso é necessário:

Abrir uma empresa em um lugar com toda a infraestrutura necessária

O coworking oferece de imediato toda a infraestrutura necessária para a abertura de um negócio. Inclui-se nesse rol:

  • internet de alta velocidade;
  • móveis essenciais (mesas, cadeiras, escrivaninhas etc.);
  • impressoras e máquina de xerox;
  • sala de reuniões com projetor e televisão;
  • telefone;
  • local para refeições;
  • armário individual.

Isso permite começar as suas atividades mais rapidamente, fazendo com que você tenha o retorno do seu trabalho de forma mais ágil, direcionando suas energias para outros setores do planejamento de abertura da empresa.

Economizar com a aquisição de itens para o funcionamento

Com isso também há uma vantagem importante: a economia na compra de itens de infraestrutura, que normalmente são bastante dispendiosos.

Abrir uma empresa já envolve uma série de gastos, tais como:

  • registro de CNPJ e escolha de regime tributário;
  • aquisição de equipamentos que pertencerão a empresa (como computadores, por exemplo);
  • contratação de funcionários;
  • produção de material de divulgação;
  • criação de identidade da marca;
  • investimento em marketing digital etc.

Economizar na compra de materiais como móveis e impressoras permite direcionar esforços para esses outros itens, bem como investir em outras áreas importantes.

Ter uma experiência diferenciada em um coworking

Abrir uma empresa em um coworking proporciona uma experiência diferenciada de um ambiente próprio. Afinal, são diversas pessoas de diferentes negócios, nas mais diversas áreas trabalhando no mesmo lugar.

A troca de conhecimentos, bem como o ambiente colaborativo de um espaço desses pode ser bastante agregador.

Por exemplo, visualizar um novo modelo de negócios implantado por algum parceiro que esteja no local poderá servir de exemplo, ajudando a se inspirar e permitir melhorias importantes para sua nova empresa. Algo bem desejável, não é mesmo?

Conseguir networking e parcerias com maior facilidade

Essa experiência diferenciada ajuda a melhorar seu networking mais facilmente. Isto porque é comum ter uma série de outros empreendedores com mentalidades diferentes que poderão ajudá-lo constantemente.

Eles podem se tornar, futuramente, investidores, parceiros e, também, indicando clientes para você. Por exemplo, se você trabalha com TI, um colaborador que exerça atividades na área de marketing poderá encaminhar um cliente dele para buscar soluções importantes para o negócio com você. Nisso todos saem ganhando.

Além disso pode-se estabelecer parcerias de atuação importantes nesses locais, bem como estabelecer amizades frutíferas que renderão coisas boas não só na área profissional, mas também no quesito pessoal.

O que acha dessa possibilidade? Bastante agregadora, não é mesmo? Abrir uma empresa em um coworking pode ser o diferencial para torná-la competitiva e bem-sucedida. Se interessou por isso? Entre em contato com a Coworking Town e tire todas as suas dúvidas com nosso atendimento.

2 minutos de leitura

Montar uma estrutura física e manter um escritório full-time pode ser um grande desafio para pequenas e médias empresas — especialmente se elas estiverem no início de suas operações ou em momentos de extrema incerteza. Os custos mensais — como o aluguel, por exemplo — nem sempre compensam o investimento. Por isso, o hot desking pode ser uma alternativa interessante para os empreendimentos que desejam reduzir despesas e ter mais flexibilidade.

Mas afinal, o que é hot desking? Neste artigo, vamos explicar o que é e quais são os benefícios dessa prática. Além disso, vamos dar algumas dicas para aplicar o conceito na empresa. Confira!

Entenda o que é hot desking

O hot desking consiste basicamente em estações de trabalho livres. Ou seja: as estruturas do escritório são divididas por diversas pessoas de empresas diferentes. As mesas não são designadas a um único funcionário e são ocupadas por ordem de chegada ou outro critério adotado pelos responsáveis do espaço.

Essas estruturas são oferecidas por espaços de coworking. Empresários, profissionais autônomos e freelancers podem contratar um pacote de horas para garantir o espaço — assim, sempre haverá uma estação de trabalho disponível no local.

Saiba os principais benefícios do hot desking

Como as estruturas são divididas, as empresas têm uma redução de custos significativa. Isso porque as despesas com aluguel, mobília, limpeza, internet, telefonia e até recepcionista são repartidas entre diversas companhias.

Além disso, o hot desking também oferece outro grande benefício: o networking. As empresas que contratam o serviço passam a ter um convívio entre elas e, assim, podem trocar ideias, experiência e, até mesmo, serviços.

Outra vantagem é que, por se tratar de uma estação de trabalho livre, o espaço se mantém organizado. Isso porque o sistema evita o acúmulo de documentos, post-its e outros materiais de escritório em cima da mesa.

Conheça 3 dicas para aplicar o hot desking na empresa

Com a disponibilidade de acesso à internet em praticamente qualquer lugar do mundo, a mobilidade e o trabalho remoto são realidades cada vez mais próximas de empresas de diversos segmentos.

Porém, para que o sistema seja realmente funcional, é importante que a companhia tome os seguintes cuidados antes de aderir ao hot desking:

Estude a viabilidade

Muitas empresas dependem de uma estrutura própria para executarem suas operações, pois precisam de espaço para armazenagem de documentos, presença full-time dos seus funcionários, ambientes silenciosos, entre outras exigências. Por isso, é muito importante avaliar se a rotina da empresa é compatível com o hot desking ou se o ideal seria migrar para outras soluções como o escritório privativo.

Invista em uma boa infraestrutura de TI

Investir em soluções de TI, como programas, softwares e equipamentos é essencial para empresas que aderirem ao trabalho à distância e ao hot desking. Isso porque, por se tratar de uma estrutura móvel, os funcionários devem ter acesso às ferramentas que permitam o  compartilhamento de arquivos, acompanhamento de demandas, entre outras atividades.

Converse com os funcionários

Antes de aderir ao hot desking, é importante que a empresa dialogue com seus funcionários a respeito da mudança. Afinal, os colaboradores terão que se ajustar a uma nova realidade, e pode ser que nem todos se sintam à vontade com isso.

Muitas empresas ainda têm dúvidas sobre o que é hot desking e desconfiam do sistema. Porém, organizações do mundo inteiro e de diferentes segmentos estão aderindo à modalidade em função dos muitos benefícios que ela oferece.

E aí, ficou com alguma dúvida sobre o que é hot desking? Temos muitas empresas usando o nosso espaço como plano de contingência. Que tal avaliar a adoção na sua empresa também?

3 minutos de leitura

Tendência nos últimos anos, os espaços de coworking têm crescido exponencialmente e se popularizado. Presente não só nos grandes centros mas também em cidades de médio porte, eles se tornaram uma excelente opção para os empreendedores que estão começando a montar seu negócio ou que realizem trabalhos que dependam de parceiros multidisciplinares para sua atuação.

Você conhece o coworking? Sabe o que é oferecido nesses ambientes? Para que você fique por dentro dessa nova tendência, leia este artigo! Estas informações podem mudar a sua vida profissional.

O que é um espaço de coworking?

Um espaço de coworking é aquele em que diversos profissionais de diferentes áreas podem dividir o espaço de um escritório para realizarem seus trabalhos cotidianos, com toda a infraestrutura de um ambiente profissional, sem perder em nada para o ambiente de home office ou para os locais tradicionais. E pode ser funcional para os mais diversos tipos de profissionais.

Quais serviços eles oferecem?

Para quem nunca teve a oportunidade de visitar um espaço de coworking, é importante saber quais são os serviços oferecidos. São eles:

Infraestrutura básica

Água, luz, telefone e internet estão incluídos no pacote de locação do espaço, independentemente da modalidade que escolher para você. Coworkings de qualidade possuem uma rede de internet potente, muitas vezes bem superior aos planos caseiros, permitindo que você possa realizar seu serviço sem problemas de conexão.

Infraestrutura adicional

Há coworkings que oferecem mais itens de infraestrutura, que permitem um melhor conforto daqueles que ali trabalham. Inclui-se nesse rol impressoras multifuncionais e cotas de impressão, controle de acesso, local específico para refeições, café, armário individual, material de escritório, recepção para clientes aguardarem até serem atendidos, limpeza diária e câmeras de segurança.

Salas privativas

Se por algum motivo você quiser ter a experiência de ter contato com outros profissionais no mesmo ambiente, mas queira uma sala privativa, isto também é possível. A maioria desses estabelecimentos oferece essa modalidade para seus clientes, a fim de que possam desfrutar de um ambiente destinado só a eles.

Em alguns casos essas salas podem ser disponibilizadas 24h, perfeitas para quem, por algum motivo, necessite ter profissionais trabalhando fora do horário comercial.

Salas compartilhadas (coworking)

Para aqueles que querem aproveitar o networking diário para trocas de experiências, bem como realizar parcerias que possam contribuir para seu negócio e para o de seus colegas, o coworking mesmo é a melhor opção. Nessa modalidade são oferecidas estações compartilhadas, em que clientes de diversos segmentos dividem o mesmo espaço.

Escritório virtual

Se você trabalha em casa, mas necessita de um endereço e telefone comerciais, a opção de escritório virtual pode ser perfeita. Tenha um endereço para oferecer aos clientes em seus espaços de divulgação, bem como para receber possíveis encomendas. Caso tenha uma demanda de atendimento por telefone que não consiga atender, poderá ter uma secretária que vai resolver essas questões.

Sala de reunião

Precisa se reunir com clientes, investidores ou com equipe remota? Conte com uma sala de reunião. Nela está disponível para você água e café, televisão para videoconferências ou apresentações e um quadro branco para anotações.

Quais os benefícios de utilizar um espaço de coworking?

Mas por que optar por um coworking? O que ele oferece de vantagens para você que está começando a empreender? Veja as principais delas.

  • Economia de infraestrutura: você já terá um escritório pronto disponível para você, sem necessidade de gastos com mobiliário e instalação de serviços, por exemplo.
  • Praticidade no pagamento: pague apenas uma conta (mensalidade do coworking) ao invés de pagar diversas contas ao mesmo tempo (água, luz, telefone, internet, limpeza, etc.).
  • Economia para quem está começando: quem ainda não pode arcar com uma sala privativa poderá ter um espaço de trabalho por um preço que poderá caber em seu orçamento.
  • Networking e parcerias: um coworking permite o estabelecimento de um bom relacionamento, networking e parcerias de uma forma que outras modalidades de trabalho não permitem. Esteja em contato com pessoas que ajudarão em diversas áreas do seu negócio.

Interessante, não é mesmo? Então que tal dar uma chance para trabalhar em um espaço de coworking e contar com todos esses benefícios? Entre em contato com a gente, tire suas dúvidas e descubra mais vantagens.

2 minutos de leitura

Quando os negócios vão bem, com a conquista de mais clientes e de mais projetos, um dos primeiros reflexos da bonança é justamente a necessidade de recrutar mais pessoas. Até aqui, nenhum problema, certo? Mas e se você estiver sem espaço para aumentar a equipe?

O crescimento do negócio deve ser celebrado com ainda mais foco, empenho e motivação — e não com uma grande dor de cabeça por conta das limitações de espaço físico.

Seja por questões burocráticas (como um contrato de aluguel, por exemplo) ou por fatores estruturais (muitas vezes, a planta não permite modificações), o fato é que pode haver dificuldades para acomodar novos profissionais no escritório e atividade.

Mas calma! Existem alternativas bastante úteis e adequadas para resolver a questão de modo eficaz (e até mesmo econômico). Neste post, você vai conhecer duas opções para distribuir sua equipe. Preparado? Confira!

Coworking

Os espaços de coworking ganham cada vez mais a atenção dos empreendedores, no Brasil e no mundo. Com a proposta de oferecer toda a estrutura necessária à atividade profissional (estações de trabalho, salas de reuniões e espaços de convivência, por exemplo), reunindo em um mesmo ambiente diversos perfis e expertises, a modalidade deixou de ser apenas uma alternativa para otimizar custos para despontar, então, como uma opção extremamente viável para alavancar a criatividade e a produtividade do indivíduo em suas atividades funcionais.

Desta forma, além de representar uma possibilidade para alocar a nova equipe com custos reduzidos, o coworking proporciona outras vantagens interessantes. A oportunidade de interagir com outros profissionais, construindo e nutrindo networking, por exemplo, é constante e pode culminar em novos negócios, novas parcerias e novas ideias.

Além disso, vale adicionar que os espaços de coworking caracterizam-se pela ausência de burocracia nos processos de contratação, dispensando fiadores ou seguros. Os planos oferecidos costumam ser flexíveis e certamente não será difícil encontrar um que seja exatamente o que você precisa no momento.

Home office

O home office — que, em tradução livre, significa “escritório em casa” —, diz respeito à modalidade de trabalho que permite ao colaborador exercer suas atividades de sua própria residência, conectando-se virtualmente à empresa.

Dentre as vantagens do modelo, figuram o aumento da qualidade de vida do profissional (já que se elimina o stress do trânsito e se libera mais tempo para a família, por exemplo) e a redução de custos para o empregador (que economiza em benefício de transporte e dispositivos de estruturas, por exemplo).

Mas atenção: é preciso garantir que os funcionários em home office permaneçam focados nas atividades que precisam executar. Quando em casa, o risco de haver distrações é maior, podendo afetar os resultados entregues pela equipe remota.

Diante das alternativas, estar sem espaço para aumentar a equipe nunca mais será um problema, certo? Você está pronto para vender mais, crescer mais e, logo, contratar mais! Bons negócios!

Agora que você já conhece as opções disponíveis e sabe quais são as vantagens de cada uma, está pronto para escolher! Mas antes, que tal verificar para quais profissionais o espaço de coworking é indicado?

4 minutos de leitura

Você já parou para pensar na forma como a modernidade tem atuado nas transformações das relações de trabalho? Não somente em termos de documentos, fazendo com que os papéis sejam substituídos por arquivos eletrônicos, mas também na própria organização espacial.

Se antes a questão da estrutura era um fator que limitava o crescimento das empresas, hoje já existem soluções que permitem aos gestores montarem o seu negócio próprio e economizar com aluguéis e outros gastos.

Dentro dessa lógica, é preciso falar sobre os espaços de coworking. Você sabe do que se trata? Caso a sua resposta tenha sido negativa, então é hora de parar tudo e ler este post:

O que é coworking

É um modelo de trabalho. Nele, o ambiente é compartilhado entre profissionais de diferentes áreas, o que permite a eles não somente a possibilidade de ocuparem o mesmo espaço, como também a troca de ideias, a criação de networking e a colaboração entre atividades próximas.

A sua origem tem tudo a ver com o momento atual das empresas. Ao mesmo tempo em que o espaço para alocar os colaboradores foi sendo reduzido nos empreendimentos, por conta da introdução do computador e também pela diminuição do consumo de papel, novas ferramentas foram surgindo e permitindo que as mesmas tarefas fossem produzidas fora do ambiente interno empresarial.

Hoje já é possível ter um escritório inteiro dentro de casa, bastando ter um bom computador e uma conexão estável. Entretanto, existem problemas como as inúmeras distrações que o ambiente familiar pode oferecer.

Limitações envolvendo o trabalho dentro de casa e os gastos com aluguéis de escritórios próprios abrem espaço para o coworking como alternativa. Ele permite ao empresário e sua equipe contarem com um espaço próprio para trabalho, confortável, livre de distrações e adaptado às exigências do profissional, algo que aparece como uma solução válida para inúmeros trabalhadores no mundo inteiro.

A estrutura física

Os escritórios de coworking valorizam tanto a produtividade, utilizando melhores recursos arquitetônicos, quanto as comodidades disponíveis.

Na copa, existe o espaço para o encontro e a troca de ideias entre profissionais. Com uma boa estrutura, o ambiente permite que entre um café e outro as pessoas criem conexões e assim deem vida a novas parcerias.

Precisa gerar documentos imediatamente? Então conte com as impressoras e multifuncionais disponibilizadas. Esse tipo de preocupação não deve fazer parte do seu dia a dia trabalhando num espaço de coworking.

Nele, você pode contar também com serviço de internet dedicada, estável e protegida de eventuais ameaças, além de mesas e cadeiras ergonômicas, o que garante a você trabalhar sem preocupação em relação a problemas com a sua coluna.

Da mesma forma, em um país como o Brasil — cujo clima oscila muito e, em alguns casos, torna difícil o trabalho em locais com temperaturas extremas —, é possível ter um equilíbrio no clima com o ambiente climatizado na temperatura ideal sem aumentar o seu gasto mensal.

A limpeza também é feita periodicamente e de maneira a garantir todo o conforto para o profissional. O mesmo vale para a manutenção, que precisa ser constante para manter o local funcionando sempre de maneira eficiente.

Em resumo, toda a estrutura física que uma empresa precisa para realizar as suas atividades é garantida no espaço de coworking. A você, cabe fazer o seu trabalho.

O acesso à sala de reunião

Apesar de ser um espaço compartilhado, o coworking oferece um ambiente próprio para que o empresário receba os seus clientes. Esse é outro ponto que merece destaque.

Quando você trabalha em casa, reuniões mais importantes podem se tornar um problema, pois enquanto você conversa com parceiros e fornecedores, está sempre sujeito a ser interrompido, seja por uma ligação telefônica ou pela campainha. Isso se não tiver crianças em casa, o que torna qualquer situação imprevisível.

Em uma sala de reunião específica de espaços de coworking, você tem uma estrutura moderna montada para facilitar esse relacionamento profissional.

Nela, é possível ter à sua inteira disposição recursos como água e café expresso, equipamento multimídia e serviço de recepção. Isso certamente torna o seu relacionamento com os clientes mais profissional e agradável.

Tem um escritório pequeno? Então o coworking pode ser a alternativa ideal para o seu negócio também.

Os serviços de conveniência

Quando se está fora da empresa, pode ser necessário contar com soluções rápidas que nem sempre estão acessíveis quando você trabalha de casa ou de algum outro local não preparado para tanto.

É diferente quando se atua num espaço de coworking. Nele, você tem a seu dispor serviços de telefonia e profissionais especializados para fazer o atendimento, garantindo profissionalismo para o seu negócio.

O atendimento é eficaz porque a equipe está preparada para atuar na otimização dos processos, como se você estivesse dentro de um escritório próprio e contasse com profissionais para fazer esse tipo de serviço para você. Com a diferença que, no coworking, os valores são incrivelmente mais baixos.

O networking

Uma coisa que só um espaço de coworking pode oferecer é a oportunidade de colocar o empreendedor em contato direto com potenciais parceiros e mesmo clientes constantemente.

Quanto mais tempo sua empresa se fizer presente no lugar, maiores serão as possibilidades de sua equipe construir relacionamentos interessantes com a convivência diária.

Assim, seja nos espaços para descanso (outro diferencial desse modelo de trabalho. Existem unidades que oferecem até videogames), seja na pausa para o café, você pode conhecer pessoas com o perfil ideal para fazer novos negócios.

A possibilidade de fazer networking, assim como a redução da burocracia que envolve o processo, é um dos motivos que fazem com que o coworking seja uma opção muito mais vantajosa do que um escritório convencional.

As salas privativas

Caso toda essa interação não seja adequada para o seu tipo de trabalho, ainda assim existem benefícios no coworking.

Existe a opção por salas privativas, que oferecem o mesmo conforto que o ambiente compartilhado, mas com a diferença de serem exclusivas para quem procura privacidade. Você pode trabalhar em salas para uso individual, mas também usar espaços maiores para alocar toda a sua equipe.

Essa costuma ser a solução ideal para empresas em começo de atividade, com até 4 funcionários. Com ela você tem acesso a toda uma estrutura que marca organizações de muito sucesso, algo que ficaria muito mais caro se você tentasse montar esse ambiente com os seus próprios recursos.

O coworking representa o avanço que as empresas precisavam para ter acesso a espaços de qualidade sem que os gastos sejam tão elevados. Esse é um diferencial importante, que pode fazer com que companhias cresçam ao destinar o investimento em estrutura para outros setores estratégicos do negócio.

Considere essa solução caso tenha a possibilidade de atuar individualmente no modelo home office ou se desejar encontrar alternativas para que a sua empresa gere maior economia. A redução de custos certamente será uma vantagem com a opção pelo coworking.

Gostou do texto sobre o que é coworking? Então curta a nossa página no Facebook e acompanhe as nossas atualizações!

4 minutos de leitura

Sempre que falamos de ambientes compartilhados, associamos a imagem desses locais às startups e aos diferentes negócios que deram certo. Afinal, qual outro modelo seria capaz de tirar o máximo de proveito de uma infraestrutura moderna, tecnológica e bem equipada a um preço acessível?

A realidade é que ambientes coworking concentram pessoas que atuam em diferentes ramos, com experiências e bagagens distintas. E, apesar de ser o “berçário das startups” — haja vista a possibilidade de alavancar novos empreendimentos por meio do networking —, esses espaços podem abrigar, também, atividades menos tradicionais.

Diante desse cenário, leitor, preparamos este artigo para mostrar a você os negócios diferentes que deram certo no coworking. Ficou interessado? Então acompanhe!

Por que desenvolver negócios tão variados em um espaço compartilhado?

O conceito de coworking surgiu e se tornou mundialmente conhecido por conta das startups americanas de tecnologia. Entretanto, o espaço logo se tornou interessante para diferentes tipos de negócio. E não foi à toa.

Na verdade, optar por uma cadeira em um coworking sempre foi atrativo. Afinal, a ideia de abrir uma empresa e começar um novo projeto em um ambiente preparado para acomodar você, sua equipe e seus clientes — com custos inferiores aos de um escritório convencional — e se relacionar com profissionais de talentos variados é bastante interessante, não?

O ponto-chave é que alguns desses espaços oferecem, além do usual, uma estrutura especial e adaptada, conquistando empreendedores e proporcionando a eles a condição ideal para que suas atividades sejam desenvolvidas.

Culinária

Seja em um escritório tradicional, em casa ou em um coworking, qualquer profissional faz uma pausa para comer durante o dia, certo? Pois alguns escritórios compartilhados contam com cozinhas completas e modernas o suficiente para deixar qualquer chef invejado!

Para quem trabalha no ramo alimentício, esses locais representam uma oportunidade única de fidelizar a clientela que divide o mesmo espaço diariamente. Dada a rotina, muitas pessoas optam pela praticidade de fazer suas refeições dentro das instalações do coworking, evitando ter de se deslocar para almoçar, fazer lanches ou tomar um cafezinho.

Nesse sentido, aliar a culinária com espaços de coworking é um excelente exemplo de negócios diferentes que deram certo.

Além de prover uma alimentação aos coworkers, o restaurante tem a possibilidade de atender outras pessoas. Logo, o coworking se torna mais conhecido, sendo escolhido como um local excepcional para a realização de almoços e outras reuniões de negócio, deixando de lado shoppings, cafés e locais similares.

Sem contar que o espaço já conta com toda infraestrutura necessária para a realização de reuniões e, ainda, se torna uma experiência inigualável do ponto de vista da alimentação. Vale a pena investir, não é mesmo?

Estética

Pode soar estranho, mas profissionais envolvidos nessa área também têm abraçado a oportunidade de exercer suas atividades dentro de espaços compartilhados. Isso porque é possível evitar que cerca de 40% do valor dos serviços prestados sejam descontados com locação, como acontece geralmente em salões de beleza.

Para suprir um nicho tão específico — atendendo cabeleireiros, manicures, barbeiros e outros profissionais do ramo —, os escritórios estão substituindo os móveis tradicionais por equipamentos necessários para que os clientes sejam atendidos com conforto e profissionalismo.

Assim, esses profissionais também poderão se tornar coworkers, reduzindo seus custos e otimizando, ainda mais, os lucros. E o conforto de poder realizar esses procedimentos no local de trabalho certamente será um diferencial a ser considerado! Então, pense nisso e tire sua ideia do papel.

Advocacia

Advogados representam grande parte da ocupação desses ambientes. Além de ser possível angariar clientes ao fazer networking, os coworkings têm uma equipe reservada para recepção, atendimento de telefonemas, anotação de recados e gerenciamento de correspondência.

Todos esses fatores fazem parte do primeiro contato do cliente com o profissional, então, é bom prezar pela impressão de seriedade e competência. Vale lembrar, também, que os custos de um local próprio são muito elevados, e dificilmente um advogado em começo de carreira conseguirá arcar sozinho com eles.

E-commerce

As lojas virtuais não param de crescer, e os produtos comercializados nelas são diversos. Pode-se encontrar e-commerces especializados na venda de artesanatos, livros antigos, acessórios para automóveis, produtos de pet shops, roupas de bebês e tantos outros.

Em todo caso, associar um e-commerce a um espaço de coworking pode simplificar a administração das transações e até o processo criativo de estratégias de marketing. O networking, aliado à troca de informações e experiências, será essencial nesse processo.

Além disso, o custo para ter um escritório físico poderá inviabilizar o projeto. Por outro lado, é preciso contar com fornecedores que entendam as suas características, criando um processo logístico eficiente e otimizado.

Por fim, lembre-se que também é possível comercializar serviços por meio da internet, como fotografia, agenciamento de viagens e outros.

Saúde e bem-estar

Além das comodidades clássicas de um escritório, há os que têm uma estrutura especializada para profissionais que oferecem aulas de meditação, spinning e yoga. E encontrar quem incorpore esses serviços à sua rotina não é difícil.

Isso se torna ainda mais evidente em um espaço compartilhado, onde é grande o número de pessoas buscando melhorar o gerenciamento do estresse, aumentando a produtividade no trabalho e melhorando qualidade de vida.

Dessa forma, além da execução de exercícios físicos, o coworking pode contar com profissionais especializados e que ofereçam trabalhos individualizados, como é o caso de fisioterapeutas, nutricionistas, psicólogos, personais, entre outros.

Assim como no caso da culinária e da estética, a possibilidade de contar com serviços personalizados no local de trabalho será surpreendente. E muitos profissionais passarão a frequentar seu espaço de coworking por conta justamente das vantagens oferecidas!

Que outros serviços individualizados podem ser incorporados?

Por fim, vale destacar que essa ideia de prestar serviços individualizados e específicos vai além da área da saúde e do bem-estar. Serviços como aulas particulares, coaching e consultoria de carreira, corretagem e tradução e revisão de textos também são tipos de negócios que podem dar certo em coworkings.

Esses profissionais terão seus clientes e poderão aumentar a quantidade de consumidores, prestando serviço para os coworkers. O networking e o “boca a boca” será fundamental para o sucesso desse negócio — e para o sucesso do coworking em si, concorda?

Independentemente do negócio a ser escolhido, é preciso encontrar um coworking que aceite as suas ideias e se torne um grande parceiro, em vez de bloquear suas ações. Então, procure por locais que estejam abertos a inovações e incentivem a criação de diferenciais competitivos para os coworkers.

Dessa maneira, será mais fácil contar novas histórias sobre negócios diferentes que deram certo em coworkings!

E então, leitor, gostou de aprender sobre esses modelos de negócios diferentes que deram certo no coworking? Entre em contato conosco e conheça nossas soluções! Basta acessar a nossa página.

2 minutos de leitura

Trabalhar em um espaço de coworking parece algo que combina só com a vida de alguns profissionais, não é mesmo? Especialmente àqueles que trabalham por conta própria.

Algumas profissões realmente têm tudo a ver com esse tipo de trabalho e por isso se associam a esse conceito com maior facilidade, entretanto, existem outras que também podem ser exercidas em espaços de coworking de maneira até mais vantajosa.

Quer saber quais são? Então confira.

1. Empreendedor Digital

Donos de negócios digitais, principalmente os que estão em fase inicial de atividade, podem encontrar no coworking o espaço ideal para cuidar das suas empresas. Como o ambiente permite a troca de informações e o contato com diferentes perfis de profissionais, essa pode ser uma boa fonte de ideias e networking.

É uma solução viável para que o empreendedor saia um pouco da frente do computador e interaja com outras pessoas, podendo até mesmo encontrar novos parceiros. Nesse momento tão importante, estar em meio a outros empreendedores pode ser o diferencial para o sucesso do negócio.

2. Webdesigner

As possibilidades de trabalho para o profissional dessa área têm crescido progressivamente com o crescimento do marketing digital. Cada vez mais surgem trabalhos que permitem ao webdesigner criar sem necessariamente ocupar o espaço da empresa.

É por isso que sua presença nos espaços de coworking faz todo o sentido: como geralmente atuam sozinhos, encontram nesses lugares um ambiente propício para se relacionarem com outros profissionais e apresentar soluções mais criativas para seus clientes.

3. Arquiteto e Engenheiro

É a mobilidade que esses profissionais precisa ter no dia a dia para visitar clientes e acompanhar projetos, que faz com que o coworking seja um espaço interessante em sua atuação.

Nesse espaço, o profissional pode permanecer ao longo das horas em que precisa se concentrar para trabalhar com softwares específicos, entre uma visita e outra. Usando seu próprio notebook, ele pode otimizar tempo e realizar diferentes tarefas.

4. Consultor de Negócios

Um consultor de negócios precisa lidar com empresas e pessoas dispostas a ouvir seus conselhos para que sua atividade aconteça.

Em ambientes de coworking, o consultor de negócios tem acesso a empresários que atuam em diferentes segmentos, sendo assim, é na relação interpessoal que ele consegue encontrar meios para se manter atualizado em relação ao funcionamento de outras empresas e até mesmo negociar com novos clientes.

5. Representante Comercial

Um profissional que se desdobra em inúmeras atividades, precisa ter um espaço para fazer reuniões com clientes e parceiros. Mais do que isso: precisa de um lugar que seja adaptado para isso.

O coworking é um ambiente que tem tudo a ver com as necessidades do representante comercial. Além disso, pode servir também como o local para o planejamento de ações, quando elas exigirem maior concentração por parte do profissional.

6. Advogado

Advogados em início de carreira podem fazer uso do coworking para trabalhar enquanto juntam dinheiro para comprar ou alugar um imóvel. Em espaços devidamente equipados, eles podem se reunir com seus clientes, oferecendo a eles uma estrutura moderna e confortável que dificilmente seria acessível a profissionais nessa fase.

É uma alternativa válida, principalmente para evitar consultas em locais pouco atrativos e que podem prejudicar a credibilidade do serviço.

Agora que você sabe mais sobre como o espaço coworking pode ser útil, entre em contato com a gente. Podemos ajudar você a prosperar.

2 minutos de leitura

Ambientes de coworking são tendência entre novos empresários, dada a redução de custos se comparado com espaços próprios, a praticidade oferecida e possibilidade de network.

Trabalhar com profissionais de diversas áreas é uma ótima oportunidade para novos aprendizados, permitindo ainda que você amplie sua visão de mundo.

Contudo, esse contato com pessoas diferentes deve ser feito com atenção, respeitando sempre os limites de cada um e garantindo que o ambiente seja leve e bom para trabalhar.

Pensando nisso, hoje separamos algumas dicas para fazer o espaço coworking ser bem utilizado por meio de uma boa convivência entre os membros.

1. Não fale alto

Lembre-se que existem outros profissionais dividindo o mesmo local que você, portanto cuidado para não exceder o volume da sua voz ao conversar com um colega ou ao atender um cliente no telefone.

Além de se preocupar em não incomodar as pessoas próximas — evitando atritos e tornando o ambiente de trabalho ruim — esteja atento ao nível natural de barulho do espaço. Ambientes coworking não são “bibliotecas” em que alguém precisa sussurrar, mas, para não atrapalhar a atividade dos colegas, é importante controlar o tom de voz.

2. Organize o seu local de trabalho

Como o espaço coworking é compartilhado, é importante que você atente-se quanto aos seus pertences.

Seja organizado: muita bagunça não soa bem e pode demonstrar certo desleixo, afastando companheiros, atrapalhando o seu próprio serviço e dificultando o networking.

O ideal é que você tenha em seu ambiente apenas o necessário para trabalhar, transparecendo um maior comprometimento, profissionalismo e melhorando o vínculo com os outros membros.

3. Zele pelo espaço dos outros

Essa é uma dica que anda lado a lado com o cuidado com seus pertences. Ter objetos demais na sua mesa de trabalho pode afetar outras pessoas, invadindo seus espaços e atrapalhando no convívio.

Para evitar esse tipo de problema, faça uma divisão e a respeite! Assim, cada um terá o ambiente respeitado, diminuindo a possibilidade de desentendimentos.

4. Respeite os horários de funcionamento

Os escritórios de coworking possuem horários de funcionamento — geralmente comerciais — que devem ser respeitados.

Como esses ambientes podem ser usados em outros horários para eventos e reuniões, procure saber quais os momentos em que seu espaço está disponível e evite agendar compromissos ou trabalhar além de seu horário.

Dessa forma, você pode fazer uma gestão de tempo dentro da sua jornada de trabalho sem atrapalhar as outras atividades do local.

5. Seja simpático

Qualquer ambiente corporativo requer um bom convívio entre os membros e nesse modelo de escritório isso não seria diferente.

Saiba dialogar, responda com cordialidade o que lhe for perguntado e conheça o perfil de pessoas próximas. Investir um pouco do seu tempo em um happy hour com os demais profissionais lhe permite conhecer melhor e socializar de uma forma sadia com os integrantes do espaço.

Lembre-se: a educação é a porta de entrada para novas parcerias, podendo lhe garantir bons frutos no futuro.

Então, leitor? Gostou dessas 5 dicas para desenvolver o seu relacionamento da melhor forma em um espaço coworking? Aproveite a oportunidade e entre em contato conosco, nós oferecemos as melhores soluções para atender as suas necessidades. Não perca seu tempo!

2 minutos de leitura

Dividir o mesmo espaço de trabalho com outros profissionais, especialmente quando estes são de áreas diferentes da sua, pode parecer estranho.

Mas saiba: estudos recentes apontam o crescimento do modelo econômico de coworking. De 2015 a 2016, houve um aumento de 52% de escritórios no Brasil — são mais de 378 ambientes de trabalho coletivo em atividade no país.

Sendo uma tendência entre micro, pequenos e médios empresários, os benefícios para quem opta por uma cadeira em um coworking vão muito além dos aspectos financeiros.

A escolha de espaços compartilhados permite, também, o networking — uma possibilidade de aumentar o seu leque de contatos ao criar novas parcerias e descobrir potenciais clientes.

A adesão de muitos profissionais à nova forma organizacional é motivada pela oportunidade de prezar pelas experiências em detrimento dos produtos.

Em vista desse cenário, preparamos este artigo para você entender como se inserir no ambiente de coworking. Acompanhe!

Estreitando laços em um coworking

Uma boa rede de relacionamentos é essencial para qualquer negócio. Espaços compartilhados concentram profissionais que executam os mais diversos projetos, carregando consigo experiências distintas e percepções únicas.

Sabendo disso, esteja aberto a opiniões de seus “vizinhos”. Apesar de você ter uma mesa própria, no ambiente ao seu redor atuam pessoas capazes de agregar ideias novas, apontando perspectivas diferentes, criando insights e até mesmo sugerindo uma solução para determinado problema.

Essa interação colaborativa é saudável para todo tipo de negócio e ajuda a impulsionar novos empreendimentos ao alimentá-los com criatividade e inovação.

Com o tempo, as barreiras serão quebradas, e criar novas parcerias com outros empreendedores não será uma tarefa tão árdua.

Identificando parcerias

Para que uma parceria prospere, deve ser benéfica para todos os envolvidos — portanto, expanda seus horizontes.

Entenda as necessidades de colegas próximos e identifique as competências que eles possuem. Observe também quais habilidades faltam no seu negócio e como você pode trabalhá-las.

O ideal é procurar por parceiros capazes de suprir as suas necessidades enquanto você também resolve alguns problemas deles.

Por isso, é essencial entender os seus próprios processos e buscar as relações com maior retorno, bem como aquelas que estejam alinhadas com a postura de mercado do seu negócio.

Dessa forma, a parceria é mais duradoura e benéfica para ambos os lados. Então, aproveite as relações cotidianas para ampliar seu know-how em diferentes áreas!

Ao optar por um coworking, você estará em contato com clientes e profissionais de diversos nichos. Use cada oportunidade possível para estender a sua rede de contatos.

Ampliando negócios

Em um coworking, as pessoas dividem não somente o mesmo local, mas ideias. E estando em contato com diferentes mentes, novos projetos surgem. Esteja preparado!

Um bom networking alavanca qualquer negócio, principalmente os que se encontram em fase inicial.

Nesse sentido, como vimos neste artigo, mais do que trazer benefícios certeiros para empreendimentos que buscam reduzir custos, os espaços de coworking são, principalmente, oportunidades únicas para criar novas parcerias. Em consequência, esse processo amplia a atuação dos negócios.

Por fim, lembre-se: o escritório compartilhado é um espaço elaborado para e por pessoas. A riqueza está justamente nessa concentração de profissionais com comportamentos diversos que atuam em diferentes áreas e com linhas de raciocínio singulares.

E aí, leitor? Gostou de aprender sobre como criar novas parcerias em um espaço coletivo de trabalho?

Então, visite a página da Coworking Town e conheça os espaços que disponibilizamos para que você e muitos profissionais interessantes entrem em contato!

2 minutos de leitura

Coworking é um espaço criado para que pessoas possam compartilhar o seu uso, mesmo que não se conheçam ou atuem em áreas distintas. Muitos empresários e empreendedores têm curiosidade sobre como funciona um coworking e, na verdade, é bem simples. Siga a leitura para entender.

O que é?

O termo surgiu do inglês co-working que significa “trabalho compartilhado”. O coworking possibilita que o profissional que não tem condições ou não deseja fazer home office tenha um escritório real, um local de trabalho.

Esse espaço deve oferecer infraestrutura a fim de possibilitar a realização de trabalhos profissionais, como: telefone, internet, serviços de impressão, motoboy, salas de reunião, espaços de treinamento, eventos e outros, dependendo da proposta.

O coworking pode estar alocado em prédios ou em incubadoras e aceleradoras de negócios. Esses espaços são mais comuns em grandes capitais como São Paulo, Minas Gerais e Rio de Janeiro. Entretanto, a cada ano cresce o número de escritórios de coworking. Por isso, verifique as opções na sua cidade.

Como utilizar o espaço?

Os principais profissionais que costumam fazer uso do coworking são profissionais liberais, autônomos e empreendedores que trabalham em áreas relacionadas a criação, tecnologia, comunicação, inovação, dentre outras que não requerem infraestrutura além de um escritório.

Não são somente pessoas que trabalham sozinhas que utilizam esses espaços. Também é possível encontrar pequenas equipes de colaboradores usufruindo as facilidades do coworking.

Quais as vantagens?

Maior foco e rendimento profissional

O coworking tem uma importância psicológica para o profissional. A razão é que ele faz com que o trabalhador vá para um local de trabalho, mesmo que perto de casa, o que configura a rotina à qual as pessoas estão habituadas. Com isso, há mais chances de ele condicionar-se a ter disciplina de trabalho e obtenha melhores resultados.

Maior número de interações

Em um ambiente com outros profissionais, há grandes possibilidades de troca de informações, estabelecimento de novas amizades e oportunidades de novos negócios. As interações sociais do coworking são benéficas para constantes atualizações e indicações, enquanto o home office pode transmitir uma ideia de reclusão.

Além de desenvolver novos relacionamentos sociais — pois as pessoas que trabalham juntas, em geral, almoçam juntas, conversam, trocam experiências —, acontece de os coworkers se auxiliarem no trabalho, esclarecendo dúvidas em uma dada ferramenta, por exemplo.

Total flexibilidade

O profissional conta com total flexibilidade do espaço para seus horários e necessidades de trabalho. Ele pode fixar uma rotina ou apenas utilizar o espaço quando lhe convier, deixando previamente acertado qual a quantidade de dias que deseja utilizar o espaço. É possível contratar o escritório por dias, semanas ou meses.

A mesma lógica funciona para os serviços extras, como impressões, telefonia e aluguel de salas privativas, que são cobrados apenas em caso de uso, flexibilizando-se à demanda.

Espaço seguro

Os locais de coworking geralmente contam com estruturas internas de segurança, como câmeras e controle de acesso e ainda armários com chave. Isto é o mais indicado para quem utiliza notebooks e equipamentos eletrônicos, que ficariam muito expostos em caso de uso de locais públicos, como cafeterias, para trabalho.

Essas são nossas principais dicas sobre como funciona o coworking. Restou alguma dúvida ou gostaria de compartilhar sua experiência? Deixe pra gente nos comentários!

3 minutos de leitura

A internet revolucionou o modo como as pessoas atuam profissionalmente, criando a possibilidade de se trabalhar remotamente, na própria casa ou em espaços alternativos ao escritório da empresa, como os espaços de coworking.

O trabalho home office traz muitas vantagens, como não precisar se deslocar para o trabalho e ter maior autonomia na gestão de tempo. Porém, também implica muitos desafios. É possível trabalhar em casa e ter privacidade? Como criar a própria rotina? O que fazer para evitar os indesejados ruídos domésticos? Qual a estrutura de trabalho necessária? O Coworking é uma alternativa viável?

Conheça, a seguir, quais sãos os cinco principais desafios do trabalho home office e saiba o que fazer para superá-los.

1. Tenha privacidade no trabalho home office

Quem atua como home office, principalmente se mora com a família, sabe que é importante ter um espaço somente para o trabalho. Afinal, você precisa de privacidade e concentração. É preciso que todos que convivam com você saibam respeitar a sua rotina de trabalho e não interrompam suas atividades a cada instante.

Além disso, é interessante considerar a possibilidade de utilizar espaços de coworking para receber os clientes. Alguns desses espaços possuem salas reservadas exclusivamente para o atendimento aos clientes.

2. Cuide da sua rotina profissional

Ainda que você tenha autonomia de horários, precisa ter uma hora para começar e uma para terminar seus afazeres. Para trabalhar como autônomo, é preciso ter muita disciplina, ser organizado e objetivo.

É difícil estabelecer uma rotina quando se é interrompido a cada instante durante o trabalho. E isso fica ainda mais difícil se você trabalha no conforto de casa, de pijama e com pausas para assistir à Netflix!

3. Reduza os barulhos domésticos

Trabalhando em casa, você pode criar seu próprio ambiente de trabalho – e procurar fazer com que ele seja o mais agradável possível. Conviver com barulhos domésticos, como o da máquina de lavar, choro de crianças, latidos de cachorro ou do aparador de grama do vizinho não contribui para que se consiga a concentração necessária.

Também não é fácil trabalhar com a TV ligada ou com o ruído de conversas. Procure encontrar um ambiente de trabalho tranquilo e silencioso. Aproveite o tempo dos intervalos para relaxar, alongar o corpo e praticar exercícios.

4. Invista na estrutura de trabalho

Quem trabalha home office muitas vezes tem dificuldade para acessar equipamentos de escritório necessários para realizar as tarefas diárias. Certifique-se de que terá à sua disposição ao menos os equipamentos básicos necessários.

Invista em uma boa conexão de internet, pois essa é importantíssima no trabalho remoto. Ter um ar-condicionado ou, pelo menos, um ventilador também ajuda. Ter uma boa cadeira e uma boa mesa também são muito importantes para evitar problemas posturais.

5. Opte por espaços de coworking

Nem sempre é fácil adaptar a vida pessoal à vida profissional. Optar por espaços de coworking possibilita que sejam evitados problemas de convivência com a família e contribui para projetar uma imagem mais profissional. Esses espaços costumam conciliar estruturas semelhantes às dos escritórios convencionais com ambientes mais descontraídos e confortáveis, como encontramos em casa. Com a popularização dessa alternativa é bem provável que você encontre um bem perto de onde você mora.

Como você deve ter notado, o trabalho home office traz alguns desafios, mas também muitas vantagens e pode ser muito gratificante. Seguindo as dicas desse artigo, você conseguirá migrar para o trabalho remoto com muito mais tranquilidade e eficiência.

E você, o que acha do trabalho home office? Acha que se adaptaria a esse tipo de trabalho? Ou prefere um espaço de coworking? Conhece pessoas que trabalham no modelo home office? Compartilhe esse artigo em suas redes sociais e ajude seus amigos a conhecerem um pouco mais sobre home office!

2 minutos de leitura

A busca por otimizar as operações, baixar os custos e manter a eficiência é um dilema para muitos empreendedores e profissionais autônomos. Diante desse cenário, os escritórios virtuais surgem como uma excelente opção.

O conceito de escritório virtual pode ser explicado como uma estrutura física que não depende do trabalho presencial do profissional, sendo utilizado para demandas que exijam um local físico como endereço de correspondência, endereço para abertura de empresa e atendimento presencial e telefônico de determinados clientes.

Muitas pessoas confundem escritório virtual com coworking, mas é exatamente essa necessidade de não estar presente no local que se consolida como a principal diferença entre esses dois modelos de negócio.

A seguir, listamos algumas das principais vantagens que mostram que o uso de um escritório virtual é uma excelente solução para profissionais autônomos e negócios em expansão.

Excelente custo-benefício

Ter um negócio físico de forma tradicional tende a ser caro para muitos profissionais porque envolve despesas com aluguel, IPTU, telefone e demais custos operacionais.

Além disso, para quem busca apenas ter um endereço empresarial e não necessita de grande estrutura, o custo-benefício é excelente, já que, além da questão financeira, existe a da imagem da empresa, que passa a se apresentar de forma mais organizada e preocupada em se posicionar com qualidade no mercado.

Agilidade e facilidade de operação

Algumas demandas específicas acabam fazendo com que se gaste muito tempo para gerenciá-las. Entre elas podemos citar a contratação de funcionários de serviços gerais para manter a empresa em ordem quanto à limpeza, por exemplo.

Ao contratar um escritório virtual, tudo isso vem incluído, fazendo com que o profissional tenha mais tempo para se dedicar às suas atividades, tornando-se mais produtivo.

Maior visibilidade dos seus serviços

Um dos grandes dilemas para muitos profissionais autônomos e pequenos empreendedores é usar um endereço residencial, fator que acaba prejudicando a visibilidade dos seus negócios.

Um escritório virtual permite, além de um endereço corporativo, que os serviços sejam apresentados de forma mais profissional, aumentando assim o interesse do público.

Atender demandas de forma personalizada

Um negócio físico tradicional tende a ter uma estrutura feita para o público geral, fazendo com que a atuação fique um pouco engessada quando se precisa fazer atendimentos mais personalizados.

O uso do escritório virtual facilita no atendimento de demandas de forma personalizada, pois a sua estrutura é flexível para se encaixar em qualquer situação, seja atender um grupo grande de pessoas, seja um cliente que dependa de uma apresentação mais técnica do serviço ofertado.

Gerenciamento eficiente da comunicação

Conseguir boa qualidade de comunicação, tanto interna quanto externa, é um desafio cotidiano de muitos profissionais. A logística por trás disso acaba sendo complexa em alguns casos, e determinados erros podem colocar todo o projeto a perder.

Ao contratar o serviço de um escritório virtual, pode-se obter mecanismos facilitadores da comunicação, como o recebimento e a organização de correspondência, e também uma secretária para gerenciar e transferir ligações. Dessa forma, mesmo estando em reunião ou até viajando você não vai deixar de atender nenhum cliente.

Tudo isso facilita a atuação da empresa como um todo, pela maior liberdade de tempo para o profissional atuar ou para o público consumidor, que poderá ser atendido com mais qualidade.

Quer saber tudo sobre inovação e empreendedorismo? Curta a nossa página no Facebook e fique por dentro de todas as novidades!